Regravações de ‘Nos Tempos do Imperador’ deixa elenco insatisfeito, diz colunista

A novela, a única inédita atualmente na TV Globo, passa por diversas regravações

0

‘Nos Tempos do Imperador’, única novela inédita da TV Globo durante a pandemia da Covid-19, anda gerando insatisfação nos bastidores da emissora. De acordo com a colunista Carla Bittencourt, nesta quarta-feira (15), muitas cenas da novela estão sendo regravadas e, assim, o elenco não está nada feliz.

Fabíula Nascimento relembra violência doméstica do pai: “Não convivo”

O clima teria esfriado, especialmente, após o fiasco de uma cena na qual Samuel, vivido por Michel Gomes, diz que Pilar, papel de Gabriela Medvedovski, foi vítima de racismo reverso por ser uma mulher branca. Por isso, a relação entre a mocinha branca e o jovem negro está sendo toda revista e também regravada.

O problema é que ‘Nos Tempos do Imperador’ começou a ser gravada em 2019 e há muito material pronto. Por isso a produção tem que quebrar a cabeça para refazer determinadas cenas sem estragar o andamento da trama.

O elenco, por conta dessas situações, está extremamente estressado e para piorar, todos estão muito bravos com a quantidade de figurantes. Isso porque, eles não seriam obrigados a fazer o teste da Covid-19, que é só feito entre os protagonistas.

As regravações de ‘Nos Tempos do Imperador’ ainda não tem data para acabar.

Relembre bafafá de cena entre Samuel e Pilar

Na cena em questão, que gerou diversos debates no Twitter, dom Olu (Rogério Brito) rejeitou a presença da jovem na Pequena África – espaço de resistência de negros livres e fugidos. A decisão gerou revolta em Samuel, que afirmou: “Só porque você é branca não pode morar na Pequena África? Como queremos ter os mesmos direitos se fazemos com os brancos as mesmas coisas que eles fazem com a gente?”. Pilar coloca panos quentes e diz que entende dom Olu.

Thereza Falcão, autora de ‘Nos Tempos do Imperador’, se desculpou nas redes sociais: ” Foi péssimo. Pedimos muitas desculpas. Eu mesma quando vi a cena aqui em casa, falei: o que foi isso? Todos os capítulos que vão ao ar até o 24 foram escritos em 2018, gravados na ampla maioria em 2019”.

“Na época não contávamos com uma assessoria especializada, o que só aconteceu no ano passado, com a entrada do [pesquisador de cultura afro-brasileira] Nei Lopes. Hoje assisto a muitas cenas com uma sensação muito longínqua. Mais uma vez pedimos desculpas por cometer erros grosseiros como esse”, afirmou a escritora, referindo-se também aos personagens conversando em um banco de praça, algo que seria impossível na época.

 

 

 

Veja também: Mãe de Gabriel Medina celebra vitória do surfista no WSL Finals

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.