Real digital terá travas a saques para evitar crises; saiba mais

Projeto do Banco Central terá travas para impedir corridas bancárias; ideia inicial indica necessidade de agendamento prévio para depósitos

0

O Banco Central (BC) continua trabalhando na moeda digital no país, o Real Digital. A saber, a moeda deverá funcionar como uma extensão do nosso papel moeda nos próximos anos. Aliás, a expectativa é que os testes comecem no próximo ano, preparando a população para o lançamento oficial do projeto.

Para o real digital, o BC está desenvolvendo travas para evitar crises. Em resumo, estes bloqueios se referem a saques e objetivam impedir corridas bancárias. Além disso, o projeto também planeja dar incentivos aos depositantes, evitando a desintermediação financeira.

A propósito, a tendência de o aproximar a empresa do cliente final sem precisar de intermediários vem se fortalecendo nos últimos tempos. Isso porque a forma reflete a maneira que as pessoas estão querendo consumir produtos e serviços, sem intermediários.

Veja os limites que o projeto pretende aplicar

Em suma, os estudos sobre o real digital sugerem a necessidade de agendamento prévio ou limites diários. Isso se refere aos depósitos em bancos ou em instituições de pagamentos que serão convertidos na moeda digital.

Na verdade, a expectativa é que haja a adoção das mesmas travas que os bancos já aplicam atualmente em saques em espécie na boca do caixa.

O BC também vem considerando a aplicação de “circuit breakers” no real digital para interromper operações de saque. A saber, esta operação seria aplicada automaticamente em momentos que alguma instituição financeira sofrer uma onda de retiradas.

Saiba mais sobre o real digital

Em maio do ano passado, o BC anunciou que estava iniciando uma pesquisa para a possível implantação do chamado real digital. Os estudos para a criação da moeda digital brasileira surgiram, pois o BC estava se esforçando para fazer o Brasil acompanhar as inovações tecnológicas da economia mundial.

Aliás, os estudos tiveram início em agosto de 2020, mas somente em maio de 2021 que houve a divulgação das primeiras diretrizes para a elaboração do Real Digital.

Em resumo, o BC reuniu um grupo com o objetivo de estudar formas de implantar uma moeda virtual brasileira. Diversos países no mundo têm estudado as chamadas CBDC (Central Bank Digital Currency, na sigla em inglês). A saber, a tradução livre significa Moeda Digital Emitida por Banco Central. Inclusive, países como a China e as Bahamas já lançaram as suas CBDC.

Leia também: Lotofácil: três apostas acertam dezenas e ganham R$ 435 mil

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.