Quitar dívida de imóvel com o FGTS é possível. Entenda como

0

A Caixa Econômica Federal aprovou o saque do FGTS para quem precisa quitar dívidas na compra de imóveis. O valor servirá para cobrir as parcelas atrasadas, com um número máximo de 12 parcelas, consecutivas ou não. Além disso, o valor não pode ser usado para pagar toda a dívida, limitando-se o valor a 80% do valor total da dívida.

Com isso, muitas pessoas conseguirão sair das dívidas. Isso porque a dívida com imóveis é uma das maiores do Brasil, mesmo que ainda esteja longe da dívida com o cartão de crédito, por exemplo. Contudo, quitar a dívida de imóvel com o FGTS é uma excelente forma de melhorar a situação financeira.

Endividamento recorde

A medida que permite o pagamento de até 12 parcelas atrasadas com o FGTS entrou em vigor ontem, 2, para todos os brasileiros. A Caixa afirma que o valor sairá do FGTS e poderá cobrir até 80% da dívida do cidadão. Essa é mais uma forma de tentar impulsionar a economia em um momento de baixo consumo das famílias.

Além disso, o endividamento das famílias está nas alturas. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 77,7% das famílias brasileiras estão endividadas. Esse é o maior percentual desde 2010. Por isso, essa medida regulamenta o uso de recursos de valores do FGTS para a quitação de prestações em atraso no financiamento habitacional, a principal função do fundo de garantia.

Isso porque o FGTS é usado para fomentar o setor habitacional, um dos mais importantes do país. Por isso, a medida agradou especialistas, que dizem que não deve criar maiores problemas para a economia e, pelo contrário, deve ajudar muitas famílias.

FGTS
Foto: Reprodução

Como pagar a dívida com o FGTS?

Para pagar o seu crédito imobiliário com o FGTS, é preciso seguir apenas alguns passos. Além disso, vale a pena lembrar que a medida vigorará até o dia 31 de dezembro desse ano. Após isso, a perspectiva é de que a medida deixe de valer.

Para quitar até 12 prestações atrasadas com o FGTS, é preciso procurar o banco ou financeira onde fez o financiamento habitacional. Lá, é preciso pedir para que a instituição tenha acesso ao valor do fundo para quitar até 80% da sua dívida. Contudo, a medida vale para imóveis de até R$1,5 milhão. Além disso, é preciso ter 3 anos ou mais de participação no regime do FGTS, sejam eles consecutivos ou não. Ainda, não é possível ter mais de um imóvel, mesmo que ele esteja em dia.

Por isso, a medida busca ajudar as famílias de mais baixa renda que usam os sistemas de financiamento público, como o Casa Verde e Amarela. Contudo, a Caixa estima que mais pessoas serão beneficiadas. Isso porque o aumento do custo de vida tem pressionado também famílias com rendas maiores. Atualmente, 66% das famílias com mais de 10 salários mínimos estão endividadas.

Em caso de dúvidas, o cidadão pode entrar em contato com a Caixa. Para isso, basta usar o telefone 4004-0104 para capitais e regiões metropolitanas e o 0800 104 0104 para as demais regiões.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.