Qual melhor método anticoncepcional? Veja opções e vantagens

Conheça mais sobre alguns métodos anticoncepcionais e veja as vantagens de cada um

0

Evitar uma gravidez indesejada é fundamental quando se tem uma vida sexual ativa. Para isso, hoje, existem diversos métodos contraceptivos. Assim, é possível escolher o método que melhor se adequa à sua realidade. Qual melhor método anticoncepcional? Veja aqui no Brasil 123, opções e vantagens.

Em primeiro lugar, para escolher o melhor método anticoncepcional que atenda à sua realidade o ideal é realizar uma consulta com um ginecologista. Assim, ele poderá indicar o método que melhor atinge as suas expectativas.

Qual o melhor método anticoncepcional?

Cada método anticoncepcional age de uma forma, ou seja, possui um mecanismo de ação. Alguns interferem na regulação hormonal, outros atuam apenas como barreira, impedindo a passagem dos espermatozoides, conheça quais são eles e escolha a melhor opção.

Pílula

A pílula é um método anticoncepcional muito utilizado. Mas quando se opta por este contraceptivo é preciso ficar atento aos detalhes: ela deve ser tomada diariamente e de preferência no mesmo horário. Então, se você se esquecer de tomar, pode engravidar.

Existem ainda outros métodos hormonais, como os adesivos, anéis, implantes e injeções. Deve-se ingerir os comprimidos da pílula anticoncepcional a partir do dia 1 do ciclo menstrual, mas, como dito anteriormente, é preferível que seja sempre no mesmo horário.

As vantagens desse método é que sua eficácia se prova alta quando ele é ingerido da forma correta, além disso, pode contribuir para a regulação do ciclo menstrual, atenuação das cólicas e regulação do fluxo menstrual.
Contudo, pode provocar enjoos e dores de cabeça, além de aumentar a celulite, diminuir a libido e deixar a mulher com maior predisposição a doenças do fígado e tromboembólicas.

Preservativo (Camisinha)

Um dos métodos mais eficazes é a camisinha. Utilizá-la durante as relações sexuais evita a ocorrência de uma gravidez indesejada e realiza a prevenção de ISTs.

Esse preservativo existe tanto na versão masculina quanto feminina, contudo, o masculino é mais popular. Os dois podem ser utilizados em conjunto, mas é necessário ter muita cautela na hora de manuseá-los, pois precisam ser colocados da forma certa para garantir a eficácia.

A vantagem desse método é que além de evitar uma gravidez indesejada também previne contra infecções sexualmente transmissíveis. Além disso, se a mulher estiver menstruada também pode utilizar.

A pílula é um método anticoncepcional muito utilizado - Reprodução AdobeStock
A pílula é um método anticoncepcional muito utilizado – Reprodução AdobeStock

DIUs

Os Dispositivos Intrauterinos são métodos contraceptivos que possuem uma duração longa. Há o DIU hormonal e o DIU de cobre. Na primeira opção, se insere no útero da mulher uma pequena estrutura de material plástico em forma de T, que libera hormônios que impedem a gravidez.

Já o DIU de cobre é também de material plástico, em formato de T, mas possui um fio de cobre. O ginecologista insere esse dispositivo no útero da mulher e ele pode durar até 10 anos. Além disso, pode-se inserir até 5 dias após uma relação como forma de contracepção de emergência.

Essa opção não utiliza hormônios. Porém, o fluxo menstrual pode ser maior e as cólicas também podem se intensificar. Além disso, o corpo pode rejeitar o dispositivo e ele não protege contra infecções sexualmente transmissíveis.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.