Priscila Fantin revela que marido assumiu paternidade a pedido do filho

Romeo, de nove anos, é fruto da atriz com seu ex-marido, Renan Abreu.

0
Priscila Fantin revela
Reprodução: Instagram

Priscila Fantin tem um filho, Romeo, do casamento com Renan Abreu, entretanto a atriz global revela que a criança pediu para seu atual marido assumir a paternidade dele. Em entrevista ao podcast Fala, Galisteu, a artista faz o relato emocionante e se declara para a família. Confira!

Priscila Fantin revela pedido do filho, Romeo

No bate-papo com Adriane Galisteu, a atriz conta que tudo aconteceu naturalmente e que Bruno Lopes, que na época era apenas namorado dela, aceitou o pedido. “A gente não forçou nada em momento algum. Em nenhum momento impus para o Romeo que eu ia me casar. A gente nem pensava em se casar. A gente estava namorando, mas já era uma relação muito profunda desde o começo… O Romeo foi se aproximando do Bruno de forma muito natural, com muita confiança. Era uma coisa difícil para ele. Ele não confiava em ninguém, não se sentia seguro com ninguém. Com o Bruno, ele sentia essa segurança desde o começo. Ele contava com o Bruno, pedia pelo Bruno”, conta.

Bruno, que também estava presente na conversa, diz que ficou feliz em assumir esse papel. “Depois de um tempo que a gente começou a namorar e estava praticamente morando junto, chegamos de uma viagem de trabalho. Ele me chamou no quarto dele, ele ainda me chamava de tio na época. Falou assim: ‘Tio, posso pedir uma coisa pra você? Queria que você fosse meu pai, que me assumisse como pai’. Eu disse: ‘Demorou, vamos nessa’. Falei de coração. Eu não tinha parado para pensar em toda a parte de educar. Na hora que voltei para o meu quarto e botei a cabeça no travesseiro, pensei: ‘Nossa, a responsabilidade agora quadruplicou’. A nossa relação é muito saudável”, compartilha.

Priscila Fantin revela
Reprodução: Instagram

Firmeza

Ademais, a atriz revela que tem dificuldade em se manter firme com o filho. “Quando eu já tolerei demais e aí vou dar uma bronca, eu dou uma bronca um pouco desmedida. Então, o meu processo enquanto mãe é aprender a pontuar as coisas quando elas têm que ser pontuadas e aprender a ser firme, de manter ali a rédea, porque, senão, eu viro ‘brother’, eu viro amiga, eu saio brincando junto e isso pode confundir, né? Principalmente na relação dele comigo”, observa.

Então, ela tá aprendendo ‘na marra: “Eu tenho essa dificuldade, eu sou assim, sou super brincalhona, sou quase uma criança quando eu estou junto com ele. Eu gosto de jogar bola, enfim… Eu sou super parecida com ele. Se deixar, eu fico lá no universo dele. Então eu tenho que ficar lembrando: ‘Não, peraí, eu tenho que botar limite, tenho quer educar’. Porque educar é muito difícil. O Bruno chegou na nossa vida para isso. Para colocar ordem nas coisas assim”, diz, por fim.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.