Presidente do Corinthians se manifesta sobre ameaças no futebol brasileiro

Jogadores do Timão precisaram passar por essa situação recentemente.

0

O futebol brasileiro vem atravessando um momento delicado em 2022. Não bastassem os atentados realizados aos ônibus dos clubes, o que tem acontecido muito ultimamente são ameaças vindas através das redes sociais. No Corinthians, por exemplo, isso aconteceu recentemente com o ídolo Cássio, após a derrota para o Always Ready-BOL.

Entretanto, esse não foi um caso isolado. Há cerca de duas semanas, torcedor do Flamengo protagonizaram cenas bizarras na porta do Ninho do Urubu, chutando carros de jogadores e falando em tom de ameaça. Isso porque o Flamengo havia perdido a decisão do Cariocão, na qual era o atual tricampeão. Isto é, o motivo chega a ser ainda mais patético do que a atitude.

Mais recentemente, a situação mais delicada aconteceu no Internacional. Através das redes sociais, o filho do jogador Edenílson foi ameaçado. Aliás, o vídeo foi feito por um menor de idade, e mostrava uma arma de fogo ao lado da camisa do Internacional. Isto é, não é exclusividade do Corinthians.

Corinthians
Duílio Monteiro Alves tem trazido reforços importantes para o Corinthians. Foto: Divulgação / SCCP.

Fala do presidente do Corinthians

Diante de todas as situações relatadas acima, sem nem falar das pedras e bombas atiradas nos ônibus, o Corinthians resolveu promover uma campanha contra a violência e a disseminação de fake news no futebol. O nome da campanha é #FutebolSemÓdio. E a primeira ação será ficar sem publicar nada nas redes sociais por três dias, como forma de protesto.

Além disso, o presidente Duílio Monteiro Alves deu uma declaração sobre o assunto. Confira:

“Não podemos mais permanecer imóveis diante de um contexto que ameaça todos os clubes e jogadores. É preciso que a sociedade reflita sobre qual futebol quer para si, para suas famílias, para o presente e para o futuro”. 

Vale lembrar que os casos de violência no futebol não são novos, mas a facilidade de acesso à informação através das redes sociais deixaram a situação bem mais intensa. Isso porque, embora os jogadores possam bloquear seus perfis e coisas do tipo, o xingamento (no menos pior dos casos) sempre chega de alguma forma.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.