Preços do diesel e da gasolina caem na semana, após baterem recorde

Recuo dos preços reflete redução do ICMS em diversos estados, que seguiram a nova lei federal sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada

0

Na semana passada, os preços do diesel e da gasolina bateram recorde no país. Contudo, nesta semana, ambos os combustíveis registraram queda em seus valores. A saber, os dados fazem parte do levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em resumo, o preço médio do litro do diesel caiu 0,18% na semana, de R$ 7,568 para R$ 7,554, ou seja, ficou apenas um centavo mais barato. O valor mais alto encontrado pela ANP nos mais de cinco mil postos pesquisados foi de R$ 8,99.

Por sua vez, o valor da gasolina despencou 3,55%. Assim, o preço médio do litro caiu de R$ 7,39 para R$ 7,127, ficando ainda mais distante do valor do diesel. Aliás, na semana passada, o preço médio do diesel passou pela primeira vez o da gasolina desde o início da série histórica, em 2004. O valor mais alto foi R$ 8,89, segundo a ANP.

Esses tombos refletem a nova lei federal, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada. Em suma, a decisão tem o objetivo de segurar a inflação no país, que segue bastante elevada. Inclusive, 11 estados já estão seguindo a norma federal, e isso fez os preços dos combustíveis caírem na semana.

Preço do etanol cai pela nona semana consecutiva

A ANP também revelou que o preço médio do etanol hidratado caiu 3,07% na semana, de R$ 4,873 para R$ 4,723 por litro. Em resumo, o recuo é o nono consecutivo. Nesse período, o valor médio do etanol, que estava em R$ 5,529 há nove semanas, ficou 81 centavos mais barato. A saber, o preço mais alto registrado pela ANP foi de R$ 7,89.

Por fim, vale destacar que os consumidores devem sempre procurar pelos preços mais econômicos. Embora o levantamento da ANP mostre o cenário nacional, os dados representam o preço médio dos combustíveis. Isso quer dizer que há locais com valores mais altos que a média nacional, mas também há lugares com preços mais acessíveis.

Leia também: Diesel: ANP decide intensificar monitoramento de importações

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.