PayPal permite transferência em criptomoedas

0

A maior empresa de transferências do mundo entrou de vez no mercado de criptomoedas. Na última terça-feira, 7, a PayPal anunciou que os usuários poderão transferir criptomoedas entre contas da empresa e também entre a empresa e contas em corretoras. Apesar dos resultados financeiros ruins, a nota mostra um otimismo do setor com o universo cripto.

Inicialmente, as moedas aceitas são o Bitcoin e o Ethereum, as duas maiores em capitalização no mercado global. No final de 2020, a empresa já havia anunciado a possibilidade de compra e venda de 4 moedas digitais na plataforma, mas sem a possibilidade de transferências.

PayPal entra com tudo no mercado de criptomoedas

A maior empresa de transferência de dinheiro entrou de vez no mercado de criptomoedas. Isso porque desde o início da semana, qualquer pessoa pode comprar, vender e transferir criptomoedas entre diversas contas. Para isso, a empresa fez modificações no aplicativo, no intuito de facilitar o processo para clientes menos experientes.

A notícia é relevante porque milhões de pessoas usam o aplicativo ao redor do mundo todo. Atualmente, a PayPal é referência em pagamentos internacionais, além de ser dona da Venmo, a maior instituição de transferências dos Estados Unidos. Em entrevista, executivos da empresa afirmaram o compromisso da empresa com as moedas do futuro. “O principal motivo pelo qual estamos envolvidos com cripto é porque acreditamos que uma parte significativa do comércio irá migrar para moedas digitais”, explicou Jose Fernandez da Ponte, vice-presidente sênior do setor blockchain e cripto da empresa.

Apesar disso, a medida ainda barra na resistência de grandes economias em aceitar as criptomoedas. Recentemente, o Brasil passou a regulamentar o mercado de ativos digitais, seguindo os passos de grandes economias, como China e Rússia. Nos Estados Unidos, poucos políticos são favoráveis a essas moedas.

PayPal
Foto: Reprodução

É hora de aproveitar o processo de expansão?

Com a novidade, muitos clientes abriram conta na empresa. A ideia é aproveitar ao máximo o pagamento em criptomoedas, driblando custos internacionais. No Brasil, o pagamento em Bitcoins não é ilegal, mas também não é bem visto pela Receita Federal. Discussões no meio político visam barrar essas transações no futuro.

Isso porque ao transferir moedas digitais entre pessoas de diferentes países, o cliente deixa de pagar taxas de spread de bancos, além de não contribuir com o IOF, imposto que incide sobre operações financeiras ligadas ao câmbio. Por outro lado, especialistas dizem que essa inovação da empresa pode popularizar as transações de criptomoedas, tornando-a mais acessível para que usa o aplicativo da PayPal.

Vale lembrar que abrir um cadastro na empresa é grátis e você não paga taxas para manter a conta. Contudo, a empresa ainda cobra taxas na compra e na venda de criptomoedas, além de taxar as transações entre pessoas. Contudo, essa novidade pode atrair mais clientes para quem tem negócios locais, além de facilitar a vida de quem quer viajar para o exterior pagando menos no câmbio. A empresa ainda afirma que a medida torna o mercado financeiro mais inclusivo, eficaz e seguro.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.