Paternidade: quais são os seus pilares e como lidar com seus filhos

Veja o que não pode faltar em uma relação saudável entre pai e filho

0

Há muito tempo, era das mães o vínculo maior com os seus filhos e os pais, para além da paternidade, apenas faziam o papel de provedor da família. Contudo, essa relação entre pais e filhos vem se transformando. Isso porque não há mais um papel pré-estabelecido nas famílias.

Portanto, cada um, seja pai, ou mãe, tem a obrigação de criar os filhos, educá-los e ensinar valores a eles. E isso gera, consequentemente, a maior presença dos pais na vida dos filhos e um vínculo mais forte. Ou seja, atualmente, faz-se necessário falar sobre a paternidade, a sua importância na vida das crianças e como os pais podem estabelecer uma relação saudável com seus filhos. Saiba quais são os pilares da paternidade, no artigo abaixo.

Desenvolvimento pessoal: canais do YouTube que você precisa conhecer

Seja amigo do seu filho(a)

Os pais, geralmente, têm a mentalidade de que devem ser duros com os filhos, para que eles aprendam. Contudo, sempre que essa dureza e falta de carinhos são manifestados com uma criança, o adulto perde um pouco da sua confiança. Por isso, faça com que seu filho confie em você, evitando julgamentos das situações e mostrando o certo e o errado sem que ele precise ter raiva para aprender. Dessa forma, ele saberá que pode contar com você, sempre que errar.

Imponha limites com respeito

Ser amigo do seu filho não significa não falar “não” para as suas vontades ou para o que ele quiser fazer de errado. Você, no exercício da paternidade, tem obrigação de transmitir aos seus filhos valores e educação. Contudo, respeite a criança como a pessoa que ela é. Ou seja, transmita a elas o que precisa da mesma forma que gostaria que fizessem com você, caso precisasse aprender algo novo.

Conheça a criança

As crianças têm personalidades e gostos diferentes e desde muito pequenas, manifestam essas peculiaridades. Por isso, conheça o seu filho e saiba do que ele gosta, o que o deixa triste. Essa é uma forma de ficar mais próximo da criança, para exercer a paternidade com mais eficiência. Além disso, sabendo quem o seu filho é, você consegue respeitar a sua individualidade e participar da vida dele com mais intensidade.

Gestão de tempo: técnicas para administrar melhor o seu

Seja paciente

Crianças estão aprendendo, o que significa que elas não sabem ainda sobre a vida e sobre o que devem ou não fazer. Por isso, não espere que seu filho faça tudo certo, nem fique indignado quando ele errar. O que pode parecer óbvio para você, com certeza não é para ele. E cabe a você ensiná-lo isso, de maneira que ele sempre escolha fazer o que é certo.

Faça atividades apenas você e seu filho(a)

Reserve um tempo para ficar apenas com o seu filho. Isso fortalecerá os seus vínculos com a criança e criará memórias positivas nela, referentes a você.

Informe-se

Por fim, mantenha-se informado sobre o desenvolvimento da criança, o que ele aprende e sabe em cada idade e como lidar com ela nas diversas fases da infância e adolescência. Atualmente, existem muitas fontes a respeito delas e do exercício da paternidade. Como mecanismos de buscas, mídias sociais e os livros.

Sintomas de resfriados: veja o que você pode fazer para aliviá-los

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.