Onde guardar a reserva de emergência? Veja 3 opções interessantes

Veja agora onde guardar sua reserva de emergência e fazer seu dinheiro render

0

Sabemos que a reserva de emergência, como o próprio nome diz, é um valor em dinheiro que precisamos ter para situações emergenciais ou imprevistos. Por isso que hoje, nós do Brasil 123, vamos indicar 3 opções interessantes de onde guardar a reserva de emergência.

3 opções interessantes para guardar a reserva de emergência

Você precisa guardar dinheiro para fazer a reserva de emergência, mas além de guardar é possível que o seu dinheiro fique rendendo juros enquanto você o mantém guardado. Mas não esqueça: esse dinheiro precisa ter liquidez diária, pois a emergência não espera. Assim, apresentamos na sequência três opções para guardar e fazer render a sua reserva de emergência:

1ª Opção para guardar a reserva de emergência: Tesouro SELIC

Investir no Tesouro SELIC não é nada mais do que emprestar dinheiro para o governo federal, e receber rendimentos sobre os valores emprestados. O governo federal irá usar este dinheiro para investir em saúde, educação e infraestrutura.

Este título possui liquidez diária, ou seja, você poderá resgatar o dinheiro em qualquer dia, ou seja, a liquidação ocorre em D+1, ou seja, terá disponível o dinheiro em 24 horas após a solicitação do resgate. Mas não esqueça: quanto mais o dinheiro ficar aplicado, maior será a sua rentabilidade.

Outra vantagem é que a sua volatilidade é baixa, assim, quase não há diferença entre o valor de compra e o valor de venda do título.

Quanto à rentabilidade ela está vinculada à taxa SELIC, que é a taxa de juros do mercado, o que garante o poder de compra do seu dinheiro. Dessa forma, o produto que você iria comprar hoje, você poderá comprar a qualquer tempo, pois o rendimento acompanha a taxa de juros do mercado.

2ª Opção: CDB com liquidez diária

Emitido pelas instituições financeiras, possui rentabilidade quase igual ao CDI, ou em muitos casos, em percentuais superiores a 100%, o que garante uma boa rentabilidade. A liquidez diária do título, e assim, possibilita o seu resgate no mesmo dia da solicitação.

Uma vantagem bem importante neste tipo de aplicação é a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), com limite de aplicação até R$250.000,00 por CPF ou CNPJ. O FGC é uma instituição sem fins lucrativos que garante o patrimônio e os dividendos em caso de falência da instituição financeira, ou que estejam em liquidação judicial. É uma maior segurança para o seu investimento em reserva de emergência.

É possível que o seu dinheiro fique rendendo juros enquanto você o mantém guardado - Reprodução AdobeStock
É possível que o seu dinheiro fique rendendo juros enquanto você o mantém guardado – Reprodução AdobeStock

3ª Opção: LCI e/ou LCA com liquidez diária

LCI significa Letra de Crédito Imobiliário e LCA significa Letra de Crédito do Agronegócio. Estes títulos são emitidos pelo setor privado. Possui rentabilidade e funcionamento idêntica ao CDB, apresentando como diferenciais: os valores iniciais de investimento são maiores e são isentos de Imposto de Renda e IOF.

Isso significa que os rendimentos brutos são os valores que o investidor irá receber como dividendos.
Como as outras opções apresentadas, possuem uma boa rentabilidade, liquidez diária e baixa volatilidade.

A reserva de emergência é um investimento necessário na vida do brasileiro. Os imprevistos que podem acontecer, terão a garantia de que você conseguirá resolver sem que comprometa o seu orçamento mensal.

 

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.