Ômicron: Brasil registra 1ª morte por Covid-19 causada pela nova variante

Vítima estava vacinada, mas fazia parte do grupo de risco para a doença

0

Nesta quinta-feira (6), o Brasil registrou a primeira morte por Covid-19 causada pela variante Ômicron. O óbito ocorreu no município de Aparecida de Goiânia, em Goiás, e foi confirmado pela secretaria municipal de Saúde.

A vítima era homem, tinha 68 anos e era portador de doença pulmonar obstrutiva crônica e hipertensão. Por essa razão, apesar de ter tomado as duas doses da vacina e a dose de reforço, ele não resistiu às complicações causadas pela Covid-19.

A infecção foi detectada após a vítima ter tido contato com uma pessoa que havia testado positivo para a variante Ômicron do novo coronavírus.

Ao anunciar o óbito, o secretário de Saúde da cidade, Alessandro Magalhães, falou sobre a importância da vacinação e dos cuidados necessários para a população se proteger da Covid-19, como o uso de máscara, higienização das mãos e o distanciamento social.

“Nós perdemos um paciente vacinado, mas que tinha problemas crônicos de saúde, que são importantes fatores de risco da covid-19. Infelizmente, ele não resistiu. Uma vida perdida em meio a milhares salvas pela imunização”, disse Magalhães.

Ele também afirmou que o programa de vigilância genômica do município identificou a presença da Ômicron na cidade, embora a variante Delta ainda seja predominante na região. “Na semana epidemiológica 48, de 2021, a prevalência da variante delta era 100%. Já na semana 52, última do ano, alcançamos 93,5%”, explicou.

Variante Ômicron é dominante no Brasil

Embora ainda não seja dominante em Aparecida de Goiânia, a variante Ômicron já prevalece no Brasil, sendo responsável por 58,33% dos casos de Covid-19 no país, segundo levantamento da plataforma Our Worild in Data, ligada à Universidade de Oxford.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a variante Ômicron se tornará dominante em todos os lugares que chegar, pois é a variante mais transmissível detectada desde o começo da pandemia.

A capacidade de propagação da Ômicron é tão grande que ela pode ser o vírus com maior poder de transmissão já registrado na história.

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.