Número de jovens com título de eleitor cresce, mostra TSE

O TSE decidiu intensificar uma campanha nas redes sociais a fim de estimular o jovem a tirar seu título de eleitor

0

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revelou nesta quarta-feira (20) que, depois de uma forte mobilização e campanhas direcionadas, cresceu o número de jovens de 15 a 17 anos com título de eleitor. Segundo o tribunal, em fevereiro, foram 199.667 novos títulos. Já em março, foram 290.783, ou seja, um aumento de 45%.

Em nota, o próprio tribunal ressaltou que, além de campanhas internas, recentes mobilizações de artistas como Anitta, Pablo Vittar, Luisa Sonza, entre outros, além de plataformas de música como o Spotify e até mesmo partidos políticos, têm ajudado no aumento do número de jovens se cadastrando para estarem aptos a votar em outubro.

Apesar disso, o Brasil ainda registra o menor número de adolescentes eleitores desde março de 2004. Proporcionalmente, na época, 37,09% dos jovens da época estavam regularizados para votar. Hoje, todavia, este número gira em torno de 18%. “Várias mobilizações e campanhas fizeram com que o número de novos títulos de jovens entre 15 e 17 anos passasse de 199.667 em fevereiro para 290.783 em março! Muita coisa, né?! Se você ainda não tem o seu, tire até 04 de Maio”, publicou o órgão em seu Twitter.

Eleições municipais atraem mais

Segundo o TSE, são as eleições municipais que costumam atrair mais a participação dos jovens. Isso porque elas trazem um sentimento de proximidade maior dos eleitores com os candidatos. Não suficiente, o tribunal também destaca que a pandemia fez com que diversas campanhas para a mobilização e participação política, que seriam feitas em escolas, tivessem de ser adiadas ou até canceladas.

Jovens estão cientes da importância do voto

Mesmo com a baixa história, uma pesquisa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) mostrou que os jovens são cientes de que o voto tem poder para transformar a realidade – segundo a entidade, novem em cada dez acreditam que votar pode mudar seus futuros. Hoje, no Brasil, os jovens a partir de 16 anos podem votar. Todavia, importante destacar que eles não são obrigados ao voto, visto que o ato passa a ser obrigatório somente a partir dos 18 anos.

Leia também: TSE autoriza que brasileiros votem fora das embaixadas em 20 países; veja lista

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.