MP diz ter identificado criminoso que matou policial em ação no Jacarezinho

André Frias foi morto durante a operação no Jacarezinho, em maio deste ano. O policial foi atingido com um tiro de fuzil na cabeça

0

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) afirma ter identificado o criminoso responsável por ter matado o agente da Polícia Civil André Frias, assassinado durante a operação no Jacarezinho, a mais letal já registrada no estado.

A informação foi divulgada no sábado (16) pelo promotor André Cardoso, coordenador da força-tarefa do Ministério Público que investiga as mortes na ação. “Já identificamos o autor. Não vou antecipar a identidade do acusado porque o caso está em sigilo. Agora, estamos analisando se faremos alguma diligência complementar, ou partir para a denúncia”, disse o promotor.

policial
André Frias foi morto durante a operação no Jacarezinho, em maio deste ano. (Foto: reprodução)

O momento da morte do Policial

O policial, de 48 anos, foi um dos agentes da Polícia Civil que estavam presentes na operação, deflagrada em maio deste ano, no Jacarezinho, uma ação que, além do funcionário de segurança pública do estado, teve mais 27 mortes.

Na ocasião, logo no começo da ação, André Frias foi acertado com um disparo de fuzil na cabeça, no momento em que tentava tirar barricadas colocadas no local por traficantes de drogas, que tentavam dificultar a ação da Polícia Civil.

À época, a informação foi a de que o disparo letal em André Frias partiu de um terraço, atrás de um muro de concreto com furos de onde os bandidos atiravam, informação essa confirmada com o avanço das investigações.

Policiais denunciados por fraude

Assim como publicou o Brasil123, o MPRJ tem feito uma investigação minuciosa sobre a operação no Jacarezinho. Na sexta (15), por exemplo, o órgão revelou ter denunciado um policiai civil suspeito de ter executado um homem. Além disso, esse agente e um outro foram denunciados por fraude processual na cena do crime.

Para o MP,  tanto o policial Douglas de Lucena quanto o agente Anderson Silveira receberam a ajuda de outras pessoas para “plantar” uma granada no local onde o suspeito Omar Pereira da Silva foi morto.

Leia também: Gerente do tráfico de drogas do Jacarezinho e de Manguinho é preso graças ao Disque denúncia 

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.