Motorista de app é preso acusado de estupro e cárcere privado de menores no Rio

O motorista, dizendo que estava armado, obrigou que as duas jovens entrassem no seu carro para que ele efetuasse o abuso

0

Um motorista de aplicativo foi preso no final da noite de quarta-feira (19) na Zona Norte do Rio de Janeiro após uma investigação da Delegacia da Criança e Adolescente chegar até o homem, acusado de ter abusado de duas menores de idade, de 13 e 15 anos.

PF deflagra ação de combate ao abuso sexual de crianças em Alagoas

De acordo com a Polícia Civil, apesar da prisão ter sido efetuada somente agora, o crime teria sido registrado em dezembro do ano passado, quando câmeras de segurança flagraram o momento em que o motorista aborda as duas menores que estavam andando na calçada. Ainda conforme a entidade, as investigações constataram que o suspeito, dizendo que estava armado, obrigou que as duas jovens entrassem no seu carro para que ele efetuasse o abuso.

Identidade revelada

Adriano França, delegado à frente do caso, revela que a polícia conseguiu chegar à identidade de Pablo após um mês de investigação.  “Tendo em vista que o último proprietário disse ter alugado o carro para um motorista de aplicativo, chegamos à identidade do Pablo, e as vítimas não tiveram dúvida em reconhecê-lo em sede policial”, contou o agente público.

Segundo ele, quem fez a história chegar até às autoridades foi a tia de uma das vítimas, que foi até a delegacia e afirmou que uma das adolescentes foi colocada no porta malas do carro e outra foi obrigada a fazer sexo oral nele.

De acordo com essa tia, as jovens só foram liberadas porque a menor que estava no porta malas estava gritando muito – a dupla foi deixada na cidade universitária, no Fundão, na Ilha do Governador, também na zona Norte carioca.

Conforme aponta a denúncia feita pelo Ministério Público, de forma “consciente e voluntária, Pablo privou a liberdade das vítimas mediante cárcere privado, com a finalidade de cometer atos libidinosos”.

Motorista é acusado de outros abusos

Por fim, o delegado ainda relatou que o suspeito é acusado de ter abusado de pelo menos outras duas menores. “Duas meninas de uma determinada comunidade sofreram a prática de abusos sexuais desse motorista de aplicativo, que inclusive oferecia dinheiro a essas vítimas”, explicou o agente público.

Leia também: Jovem diz ter sido chamada de ‘incenso de macumba’ em mercado de SP

5/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.