Mitos e verdades sobre tatuagem, confira

1

A agulha da tatuagem pode transmitir HIV? Usar creme hidratante ajuda na cicatrização? Diabéticos podem fazer tatuagem? Algumas partes do corpo doem mais que outras na hora de tatuar? Muitas pessoas deixam de fazer tatuagem pois não tem acesso as informações corretas e ficam com medo. Confira abaixo alguns mitos e verdades sobre o assunto!

Pessoas tatuadas já foram muito julgadas, mas o que antigamente era visto como símbolo de rebeldia, hoje é visto como expressão da arte e de liberdade.

Mitos e verdades sobre tatuagem

  • É possível ser infectado pelo HIV ao fazer uma tatuagem.

VERDADE. Os materiais usados no processo devem ser descartáveis e os equipamentos esterelizados. Se isso não acontecer, pode ocorrer a transmissão de HIV e outras infecções por meio do material contaminado. O tatuador deve abrir a embalagem da agulha nova na sua frente e após o uso descartá-la.

  • Diabéticos não podem ter tattoos.

MITO. A orientação é que o diabético esteja com a glicemia controlada antes de fazer a tatuagem e que evite fazer o desenho em locais que, geralmente, recebe as injeções de insulina.

  • Algumas partes do corpo doem mais que outras na hora de tatuar.

VERDADE. Áreas de maior vascularização ou inervação podem doer mais, como cotovelo ou costelas. Mas a dor vai variar também de acordo com o tamanho do desenho e sensibilidade da pessoa.

  • Usar creme hidratante ajuda o processo de cicatrização.

VERDADE. Você pode usar creme hidratante ou óleo vegetal para ajudar na cicatrização da tatuagem. Nos primeiros dias o ideal é passar três vezes ao dia. Mesmo após cicatrizada, você pode continuar usando para mantê-la hidratada, porém pode utilizar somente após o banho.

  • Não cresce pelo no local que tem tatuagem.

MITO. Um dos grandes mitos sobre o tema. O pelo nasce normalmente no local que tem o desenho. Assim, quem prefere deixar a tattoo mais aparente costuma depilar a área.

Leia também:
Como cuidar bem da tatuagem: 3 dicas de cuidados
Governo negocia a compra de 70 milhões de doses de vacina da Pfizer

Acesse diariamente o site do Brasil 123 e curta a página do Facebook para acompanhar todas as dicas de saúde e bem-estar.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.