Jovem de 15 anos tem cabelo cortado e é morta a tiros por facção

As investigações apontam que ela foi torturada pela facção antes de ser brutalmente assassinada

2

Uma jovem de 15 anos teve seu cabelo cortado e foi morta a tiros na noite de ontem, terça-feira (29), em Porto Velho (RO). De acordo com a Delegacia de Homicídios do estado, não restam dúvidas de que a adolescente, assassinada por uma facção criminosa da cidade, foi torturada antes de ser morta.

Leia também: Empregados morrem asfixiados em tanque de empresa em MG

Segundo a Polícia Militar (PM), agentes da entidade foram acionados para atender uma ocorrência sobre disparos de arma de fogo. Chegando lá, encontraram o corpo da menor caído no chão. A equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e atestou que a adolescente estava morta.

jovem
As investigações apontam que ela foi torturada pela facção antes de ser brutalmente assassinada. (Foto: reprodução)

Segundo a perícia, Luana de Almeida Nascimento foi alvejada com pelo menos três disparos. Um projétil, aparentando ser de calibre .38, estava próximo ao corpo e foi levado pelo investigador. Em nota, o Serviço de Investigação e Captura (Sevic) afirma que um grupo, com homens e mulheres, torturou Luana antes de matá-la. “Se trata de uma rixa entre facções. Essa é a segunda mulher morta por um grupo de facção”.

PM recebeu alerta

Horas antes do corpo da jovem ser encontrado, viaturas da PM tinham sido acionadas para comparecerem ao local porque haveria integrantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) torturando uma mulher, que seria da facção rival Primeiro Comando do Panda (PCP).

Horas antes do crime, a PM tinham recebido a informação de que uma facção estava torturando uma mulher. No entanto, os agentes não encontraram nada.(Foto: reprodução)

No entanto, nada foi encontrado pelos agentes no local informado via denúncia. A Delegacia de Homicídios da capital continua investigando o caso e ninguém foi preso pelo crime até esta quarta-feira (30).

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.