Jogadores do Cruzeiro fazem greve e cobram salários atrasados dos funcionários

Atletas emitem nota e exigem posicionamento da diretoria, que ainda não se manifestou

0

A situação do Cruzeiro no ano de seu Centenário é das mais complicadas. Além  da dificuldade na Série B do Campeonato Brasileiro, ainda convive com a greve do elenco.

Isso porque os salários estão atrasados e, nesta quarta-feira (13), o jogadores da Raposa emitiram uma nota oficial informando que vão paralisar os treinamentos até que a diretoria tome alguma providência.

“Faremos a paralisação dos treinamentos em voz a todos os colaboradores que amam o Clube e estão desamparados. Infelizmente, ficou intolerável e injustificável a forma como atletas e funcionários estão sendo geridos”, diz um trecho da nota oficial.

Segundo os atletas, a situação é totalmente insustentável e o atraso nos pagamentos dos funcionários do clube chegam a seis meses.

Ainda de acordo com eles, não é apenas o salários dos atletas, mas aqueles colaboradores que vivem com até mesmo um salário mínimo sofrem com essas dificuldades.

Por outro lado, a diretoria do clube ainda não se manifestou sobre o posicionamento do grupo.

No momento, inclusive, o presidente Sérgio Domingues está em Portugal, onde participa de um curso de gestão de futebol.

Nas últimas semanas, a insatisfação do grupo aumentou e a greve só não teria acontecido antes porque o técnico Vanderlei Luxemburgo teria conseguido contornar a situação.

Desde o rebaixamento para a Série B do Brasileiro, em 2019, o Cruzeiro vem enfrentando esses tipos de problemas.

No ano passado, antes de um jogo contra o Oeste de Barueri, os atletas chegaram a se recusar a fazer concentração por causa disso.

Em campo

A situação do Cruzeiro na Série B também é das mais complicadas.

Atualmente, a Raposa tem apenas 39 pontos, nove atrás do G-4, mas já com um jogo a mais.

Na rodada passada, ficou no empate sem gols em casa contra o Botafogo e ainda tem mais oito jogos pela frente para tentar um acesso, que é quase improvável.

Leia também: Com Ceni, São Paulo recebe o Ceará e tenta acabar com sequência de empates; veja onde assistir

 

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.