IBGE inicia devolução das taxas de inscrição do Censo 2021

Devolução ocorrerá através de cadastramento no sistema e o recebimento será por meio de depósito bancário em conta corrente

0

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou o precesso de devolução do valor pago nas inscrições para o Censo Demográfico 2021. A saber, os valores se referem aos Processos Seletivos Simplificados (PSS) cancelados do Censo 2021. As vagas eram para Agente Censitário Municipal, Agente Censitário Supervisor e Recenseador.

Em resumo, os inscritos terão que realizar o cadastramento no sistema do IBGE. Eles deverão informar o Cadastro de Pessoa Física (CPF) para solicitar o reembolso do valor da taxa de inscrição. O instituto ressalta que “a modalidade de recebimento será através de depósito bancário em conta corrente”.

De acordo com o instituto, a devolução ocorrerá por ordem bancária associada ao nome e ao CPF dos inscritos. Isso quer dizer que a restituição do valor só ocorrerá se a conta for do candidato inscrito. Aliás, não pode ser conta poupança, conta salário ou conta conjunta, mas apenas conta corrente.

Em suma, o depósito ocorrerá em até 40 dias após a conclusão da solicitação no sistema do IBGE. Inclusive, o CPF do candidato precisa estar em situação regular junto à Receita Federal. Caso não esteja, o inscrito deverá regularizar a situação para que receba o valor da taxa de inscrição.

Quem não possui conta corrente poderá sacar a partir de janeiro

A partir de 17 de janeiro de 2022, o sistema do IBGE “contará também com a opção de solicitação de reembolso por meio de saque através de ordem bancária no Banco do Brasil para os candidatos que não possuem conta corrente”. Caso haja outros problemas envolvendo a conta corrente informada no sistema ou mesmo se a pessoa preferir, também poderá receber o valor da taxa através desta modalidade.

Vale destacar que os inscritos que pagaram a taxa do Censo Demográfico 2020 e ainda não receberam a devolução do valor, também precisarão solicitar a devolução pelo sistema do IBGE.

A saber, o IBGE cancelou o Censo 2020 devido à pandemia da Covid-19. Já em abril deste ano, o concurso acabou suspenso por causa da aprovação do Congresso Nacional para o Orçamento da União em 2022, que destinava R$ 71 milhões para a pesquisa em vez de R$ 2 bilhões como acordado anteriormente.

Por fim, o IBGE cancelou o Censo 2021 devido à finalização do contrato com o Cebraspe. Não há expectativas para a reabertura das inscrições para o processo seletivo.

Leia Mais: Mercado financeiro eleva inflação pela 35ª semana consecutiva

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.