Entenda como funciona o horário do Auxílio Brasil

Saiba qual é o horário do Auxílio Brasil

0

Alguns beneficiários ainda não sabem como funciona o horário do Auxílio Brasil. É importante conhecer os horários de movimentação do benefício para poder utilizar o dinheiro disponibilizado. 

O pagamento do Auxílio Brasil ocorre no final de cada mês de acordo com o calendário do abono. Mais de 18 milhões de famílias são beneficiadas pelo ticket e tem ele como a única fonte de renda. 

Calendário e horário do Auxílio Brasil  

Os depósitos do Auxílio Brasil ocorrem de acordo com o NIS dos usuários. O último número é levado em consideração, iniciando pelo final 1 no dia de 17 de junho e terminando com o final 0 no dia 30 de junho. Veja a seguir o calendário completo: 

  • NIS com final 1: recebem e podem sacar dia 17 de junho;
  • NIS com final 2: recebem e podem sacar dia 20 de junho;
  • NIS com final 3: recebem e podem sacar dia 21 de junho;
  • NIS com final 4: recebem e podem sacar dia 22 de junho;
  • NIS com final 5: recebem e podem sacar dia 23 de junho;
  • NIS com final 6: recebem e podem sacar dia 24 de junho;
  • NIS com final 7: recebem e podem sacar dia 27 de junho;
  • NIS com final 8: recebem e podem sacar dia 28 de junho;
  • NIS com final 9: recebem e podem sacar dia 29 de junho;
  • NIS com final 0: recebem e podem sacar dia 30 de junho.

Os depósitos são feitos nas primeiras horas do dia. Assim, o valor de R$ 400 fica disponível logo pelo turno da manhã. 

Horário do Auxílio Brasil e mais dicas

Nos últimos meses o Auxílio Brasil passou por algumas alterações. Essas mudanças geram dúvidas entre os beneficiários do abono. Então, para sanar essas dúvidas acompanhe a seguir algumas dicas sobre o benefício:

  1. Todo mundo que recebia o Bolsa Família terá direito ao Auxílio Brasil? 

  • Sim. As 14,6 milhões de famílias que recebiam o Bolsa Família, têm direito a receber o Auxílio Brasil. A meta do governo é incluir mais 2,4 milhões, zerando a fila de espera.
  1. Como faço para receber o Auxílio Brasil? 

  • Para receber o Auxílio é necessário estar inscrito no CadÚnico e preencher os requisitos necessários para o recebimento do benefício. 
  • Após os dados da família estarem dentro da base de dados, o próprio sistema fará a triagem e definirá se o núcleo familiar está apto ou não. 

Quem tem direito ao benefício

  • Famílias em situação de extrema pobreza (com renda de até R$ 89 por pessoa, por mês);
  • Família em situação de pobreza (com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 por pessoa, por mês, desde que tenham crianças ou adolescentes de zero a 17 anos); 
  • Famílias em regra de emancipação (a família que sair do programa poderá voltar, em até 24 meses, e terá prioridade na fila).
  1. Quando poderei sacar os R$ 400 do Auxílio Brasil?
  • O pagamento do Auxílio Brasil vai seguir o calendário normal o Bolsa Família. Ou seja, a ordem de depósitos seguirá o número final do NIS. 
  1. Não consegui fazer a atualização do CadÚnico, mas recebi Bolsa Família, posso ficar sem receber o Auxílio Brasil?

  • Todos os que recebiam o Bolsa Família, receberam o Auxílio Brasil. Entretanto, atualmente existe um prazo para atualização do cadastro que vai até o final de 2022. 
  • Então, é necessário checar as informações que constam no CadÚnico e alterá-las em casa de mudanças no núcleo familiar.
  1. Se eu conseguir um emprego, a minha família perderá o Auxílio Brasil?

  • O programa prevê uma regra de emancipação caso a família tenha aumento na renda total, seja porque alguém arranjou emprego ou por passar a receber benefício da Previdência Social;
  • As famílias serão mantidas no programa por até 24 meses desde que a renda per capita permaneça inferior aos limites da lei;
  • O total de meses cai para 12 em caso de pagamento de BPC (Benefício de Prestação Continuada), aposentadoria, pensão ou outro benefício permanente.
  1. Todo mundo vai ganhar todos os abonos que fazem parte do Auxílio Brasil?

  • Para receber os abonos secundários é necessário preencher os requisitos de cada um deles. Portanto, nem todas as famílias que recebem o Auxílio Brasil estão aptas a receber os benefícios secundários. 

Conheças os benefícios e os critérios:

  • Benefício Primeira Infância – famílias com filhos entre zero e 36 meses incompletos;
  • Benefício Composição Familiar – famílias com filhos até 21 anos incompletos, desde que estejam estudando;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza – se após receber os benefícios anteriores a renda mensal per capita da família ainda não superar a linha da extrema pobreza, ela terá direito a um apoio financeiro sem limite, conforme o número de integrantes;
  1. Não sou beneficiário do Bolsa Família, mas recebi Auxílio Emergencial. Receberei o Auxílio Brasil?
  • Pela MP do Auxílio Brasil que já vigora no país (pois medidas provisórias têm força de lei), não. Ou seja, quem deixou de receber o auxílio emergencial e não fizer parte do Bolsa Família não tem garantia de renda.

É muito importante que as famílias que recebem o Auxílio Brasil estejam sempre buscando informações sobre o abono em caso de novas alterações.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.