Homens invadem escola e matam alunos e professores na Rússia

Além dos mortos, ao menos oito, mais de 20 pessoas ficaram feridas na escola. Um agressor, de 19 anos, foi preso e outro foi morto pela polícia

3

Um triste ataque culminou na morte de pelo menos oito pessoas em uma escola no Tartaristão, no estado de Kazan, na Rússia, nesta terça-feira (11). De acordo com as informações da agência de notícias estatal russa “RIA Novosti“, um agressor, de 19 anos, foi preso e outro foi morto pela polícia.

Homem mata seis e se suicida durante festa de aniversário nos EUA

Além dos mortos, mais de 20 pessoas ficaram feridas. De acordo com a emissora estatal, testemunhas dizem ter ouvido uma explosão e, logo depois, vários tiros.

Durante o ataque, alguns estudantes conseguiram escapar do prédio. No entanto, outros ficaram presos no local e só conseguiram sair quando a polícia chegou. A escola foi cercada pelas autoridades.

O vídeo abaixo, divulgado nas redes sociais, mostra crianças pulando do terceiro andar da escola para escapar dos tiros. Veja: 

As vítimas do ataque a escola

Até o momento, não se sabe ao certo o número real de mortes na escola. Isso porque as agências de notícias “Associated Press” e “Interfax” dizem que são oito mortos, a Reuters sete e a “RIA Novosti” afirma que 11 pessoas morreram. Todavia, o que se sabe é que as vítimas são estudantes da oitava série e professores do local.

De acordo com a agência estatal, as autoridades de saúde da região afirmam que 20 pessoas foram hospitalizadas após o ataque. Destas, 18 crianças, sendo que seis estão na UTI.

Um dos criminosos foi preso 

Nas redes sociais, imagens mostram um jovem suspeito de participar do ataque rendido.  “O terrorista está preso, tem 19 anos. Uma arma de fogo está registrada em seu nome”, disse no Twitter Rustam Minnikhanov, governador do Tartaristão, que visitou a escola após o ataque.

Um jovem suspeito de participar do ataque rendido e preso pela polícia russa. (Foto: reprodução)

Também nas redes sociais, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, expressou suas condolências às famílias das vítimas e desejou uma rápida recuperação aos feridos. Além disso, por conta do ataque, o chefe do Executivo russo também ordenou que Victor Zolotov, chefe da Guarda Nacional da Rússia, revise a regulamentação sobre os tipos de armas permitidas para uso civil.

Leia também: Garota do 6° ano abre fogo, fere três e é desarmada por professora nos EUA

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.