Homem chama segurança de ‘macaco’ e é preso em rodoviária

De acordo com testemunhas, o homem é carregador de bagagens e xingou o segurança após ser proibido de entrar no terminal sem máscara

0

Um homem foi preso na tarde de ontem (30) acusado de injúria racial. O fato aconteceu no terminal rodoviário de Belo Horizonte e levou a Polícia Militar (PM) a prender um homem de 44 anos suspeito de ameaçar um segurança da rodoviária e chamá-lo de “macaco” e “negão folgado”.

Leia também: Por Renda Cidadã, Mourão propõe flexibilização no teto de gastos

De acordo com testemunhas que presenciaram o fato, o homem é carregador de bagagens e xingou o segurança após ser proibido de entrar no terminal sem máscara.

De acordo com a polícia, além de cometer o crime de injúria racial contra o funcionário de 46 anos, o carregador também teria ameaçado um outro segurança, de 27 anos.

Para a polícia, as vítimas disseram que estavam em horário de trabalho quando o suspeito forçou entrada na rodoviária sem usar máscara – item obrigatório na cidade de Belo Horizonte há mais de cinco meses.

Homem é preso acusado de injuria racial em rodoviária de Belo Horizonte. (Foto: reprodução)
Homem é preso acusado de injuria racial em rodoviária de Belo Horizonte. (Foto: reprodução)

 

Insultos e injúria 

Após ser proibido de ingressar no espaço sem a proteção, o homem começou não só a xingar como também ameaçar os seguranças, dizendo que estes “só eram homens dentro da rodoviária, mas que lá fora eles eram uns lixos”.

Após os insultos, afirmam as vítimas, o homem teria se dirigido ao segurança mais velho e dito que ele era “macaco” e “negão folgado”. Imediatamente, os funcionários registraram queixa na polícia contra o suspeito, que acabou detido ainda no período do flagrante e levado à delegacia de plantão da Polícia Civil.

Vale lembrar que o crime de injúria tem como pena no Brasil a reclusão de um a seis meses ou pagamento de multa.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.