Hipotermia: confusão e sonolência estão entre os primeiros sintomas da condição

Estado pode levar indivíduo à morte rapidamente

0
Unsplash

A queda brusca na temperatura faz muitas condições prejudiciais à saúde virem à toa. Gripes, resfriados e dores musculares acabam sendo comuns nesta época, entretanto, há uma consequência ainda mais grave ocasionada pelo excesso do frio, a hipotermia.

A hipotermia é queda da temperatura corporal, que pode inclusive, levar o indivíduo à morte rapidamente.

Vale destacar, que a temperatura do corpo gira entre 35 ºC e 37,5 ºC; quando esse nível cai, algumas funções do organismo e processos metabólicos são comprometidos, inclusive, começam a falhar. Já quando a temperatura atinge menos de 28 ºC, a consequência pode ser a morte por hipotermia.

Como ocorre a hipotermia?

São vários os fatores que levam a queda da temperatura corporal de forma brusca.

A começar pela exposição ao frio sem proteção.

Ao ficar com o corpo exposto ao frio, o organismo pode não conseguir produzir mais calor, equivalente ao que está perdendo. Diante disto, ocorre a queda da temperatura corporal, a hipotermia.

Outros fatores que levam à hipotermia são:

  • Problemas no sistema circulatório
  • Diabetes
  • Lesões na medula espinhal
  • Queimaduras
  • Doença de Parkinson
  • Desnutrição
  • Hipotireoidismo
  • Excessivo de bebidas alcoólicas

Seja devido à exposição ao frio ou diante desses outros fatores, algumas medidas são essenciais para interromper a condição. Veja algumas!

Tratamento para hipotermia

A gravidade da hipotermia pode variar conforme o grau que se apresenta a temperatura corporal, diante disto, é imprescindível buscar ajuda médica, assim que notar os primeiros sintomas da condição.

Já entre as medidas para interromper o quadro de hipotermia, vale a pena apostar em:

  • Retirar o indivíduo do ambiente frio imediatamente
  • Aquecer o indivíduo com cobertores, principalmente sua extremidades (pés e mãos)
  • Fazer o indivíduo ingerir uma bebida quente
  • Retirar roupas molhadas (caso esteja)

Caso a hipotermia não esteja relacionada à exposição ao frio e sim, diante dos outros fatores destacados acima, as intervenções são:

  • Injeção na veia de solução salina
  • Processo de reaquecimento do sangue
  • Reaquecimento corporal a partir de máscaras e tubos nasais

Esses procedimentos são realizados em ambiente hospitalar, conforme orientação médica.

Sinais de hipotermia

Uma das primeiras reações do organismo ao sentir frio externo é produzir mecanismos naturais, que tentam produzir mais calor ao corpo, entre eles, os arrepios e calafrios. Veja mais sinais:

  • Sensação de frio intenso
  • Aparecimento de calafrios e arrepios
  • Extremidades frias e pálidas
  • Fala entrecortada
  • Letargia
  • Sonolência
  • Confusão mental
  • Alucinações
  • Diminuição dos batimentos cardíacos

Quando não tratada a hipotermia pode evoluir para o coma ou chegar à morte.

 

Diante de todos esses riscos, fia claro a importância de se agasalhar em dia e noites frios, além de proteger os vulneráveis, dentre crianças, idosos, moradores de rua, inclusive, os animais.

 

Leia também: Um cálice de vinho tinto pode ajudar na circulação sanguínea em dias mais frios

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.