Governo não descarta estender o auxílio emergencial 2021 depois de outubro; entenda melhor

Dependendo do cenário pandêmico, o programa não será interrompido

1

Finalmente a notícia sobre a prorrogação do auxílio emergencial 2021 foi confirmada. O presidente da República Jair Bolsonaro assinou o decreto que prorroga o benefício até outubro. No entanto, segundo o próprio governo, o programa pode ser renovado após o repasse da sétima parcela.

Pensando, a priori, para pagar quatro parcelas, o auxílio emergencial vai repassar aos participantes sete parcelas no total. Contudo, essa quantidade pode ser aumentada, tendo em vista a afirmação do ministro da Economia, Paulo Guedes. Entenda melhor a seguir.

Governo não descarta estender o auxílio emergencial 2021 depois de outubro; entenda melhor
Governo não descarta estender o auxílio emergencial 2021 depois de outubro; entenda melhor – Imagem: Divulgação adusb

Auxílio emergencial 2021 pode ser renovado depois de outubro

Embora a prorrogação do auxílio emergencial 2021 tenha sido definida para pagar aos beneficiários as cotas que eles têm direito até outubro, o programa pode ser renovado até o final do ano.

Isso porque, de acordo com Paulo Guedes, o prazo está intimamente ligado como a pandemia e o andamento da vacinação. Confira o que o ministro disse em audiência na Comissão Temporária da Covid no Senado:

[…] quem dirige o auxílio emergencial não é a economia, nem sequer a política, quem dirige o auxílio emergencial é a pandemia […] Se a pandemia continuar fora de controle, em setembro, outubro, novembro, vamos ter que renovar de novo o auxílio emergencial, mas não é a expectativa no momento. A expectativa no momento é que nós estaríamos, nas palavras do ministro Queiroga [Marcelo Queiroga, da Saúde], num ambiente de controle da pandemia.

Além disso, o ministro afirmou que o benefício será pago até outubro por se tratar do mês em que os governantes dos estados estão dizendo que uma população adulta já está vacinada, com pelo menos a 1ª dose das vacinas.

A fala ocorreu antes da confirmação da prorrogação do programa. Obviamente, o ministro teve participação no que diz respeito a decidir determinadas parcelas extras o governo iria pagar na nova rodada. Entretanto, quem bate o martelo final é o chefe do Poder Executivo.

Prorrogação do auxílio até o final do ano está fora dos planos do Governo

Embora tenha feito tal afirmação, o governo não espera ter que prorrogar novamente o auxílio emergencial 2021. Isso porque o novo Bolsa Família é aguardado e trará uma série de mudanças.

Ao que indica, as pessoas que foram atendidas pelo auxílio em 2021 devem participar do programa repaginado e com maior cobertura, mas ainda não é oficial.

Veja ainda: Antecipação da 4ª parcela do auxílio emergencial deverá ser feita em breve; confira as últimas NOVIDADES

Acompanhe as notícias do Brasil123, clique aqui.

1 comentário
  1. Luciana Barbosa Diz

    Seria bom se fosse pra todos sem excluir ninguém .

    0
    0
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.