Governo Boris Johnson cometeu “erros graves” na gestão da pandemia de Covid-19, diz relatório

Parlamentares classificam a gestão inicial como "um dos maiores fracassos da saúde pública"

0

O Parlamento do Reino Unido publicou hoje (12) um relatório acusando o governo de Boris Johnson de cometer “erros graves” e atrasos na gestão da pandemia de Covid-19. Segundo os parlamentares, trata-se de “um dos maiores fracassos da saúde pública” do país.

Após meses de sessões, o documento foi publicado por duas comissões parlamentares antes de uma investigação pública independente, prevista para 2022, sobre a gestão da pandemia pelo governo britânico.

Com 151 páginas, o relatório do Parlamento diz que inicialmente a Covid-19 foi tratada pelo governo Boris Johnson como o vírus da gripe comum, desconsiderando experiências com epidemias anteriores, como ebola e o SARS.

Na avaliação dos parlamentares, inclusive de conservadores que compõem a base do governo Johnson, o governo foi mal aconselhado por assessores científicos e “deliberadamente” adotou uma “estratégia gradual e progressiva” ao invés de medidas contundentes.

De acordo com o documento, até o primeiro lockdown em 23 de março de 2020, o governo “apenas tentou moderar a velocidade dos contágios” e não trabalhou para interromper completamente a propagação do novo coronavírus. Essa demora em adotar o confinamento completo teria causado ainda mais mortes pela doença.

“As decisões relativas ao confinamento e ao distanciamento social tomadas nas primeiras semanas da pandemia – e os conselhos que resultaram nelas – constituem um dos maiores fracassos na história da saúde pública no Reino Unido”, afirmam os parlamentares.

Governo Boris Johnson também recebeu elogios pela gestão da Covid-19

Apesar de fazer duras críticas ao governo Boris Johnson, o documento também elogia alguns pontos da gestão da pandemia de Covid-19. Entre os “grandes sucessos” citados pelos parlamentares está a campanha de vacinação, que começou rapidamente a partir do dia 8 de dezembro de 2020.

“É essencial tirar lições para ser o mais competente possível no resto da pandemia e no futuro”, afirmaram os presidentes das duas comissões, Jeremy Hunt e Greg Clark, em uma declaração conjunta.

No total, até o momento, o Reino Unido registrou 138 mil mortes pela Covid-19. Por outro lado, a campanha de vacinação pode ser considerada um sucesso, com 78% dos maiores de 12 anos totalmente imunizados.

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.