Fórmula 1: Verstappen vence o GP dos Estados Unidos e amplia vantagem na liderança do Mundial

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, ficou em segundo lugar, com Sergio Perez, da Red Bull em terceiro

0

O piloto holandês Max Verstappen, da Red Bull, venceu o GP do Estados Unidos na tarde deste domingo (24), no Circuito das Américas, em Austin, pela 17ª etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1 2021.

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, ficou em segundo lugar, com Sergio Perez, da Red Bull em terceiro.

Assim, o holandês abriu 12 pontos de vantagem na liderança e ficou mais perto do inédito título mundial.

Agora, a maior categoria do automobilismo mundial volta à cena no dia 7 de novembro, daqui a duas semanas, no GP do México, que será disputado no autódromo Hermanos Rodrigues, na Cidade do México.

Ainda restam mais cinco etapas até o final da temporada 2021, que segue com uma disputa acirrada pelo título.

A prova

Na largada, o pole position Verstappen tentou espremer Hamilton, mas o britânico foi perfeito na primeira e tomou a primeira posição, deixando o holandês em segundo.

Além disso, Verstappen quase perdeu o segundo lugar para o companheiro Sergio Perez, que ficou em terceiro.

Assim, o heptacampeão mundial, que estava na frente, passou a ser seguido de perto pelo líder do campeonato, que estava mais rápido, mas não conseguia ultrapassar.

Enquanto isso, eles iam abrindo vantagem sobre os demais pilotos, fazendo uma corrida à parte naquele momento.

Depois, na 11ª volta, Verstappen fez sua primeira parada para troca de pneus, se antecipando a Hamilton.

Mas o britânico optou por não parar e via o holandês diminuindo a vantagem no placar.

Em seguida, na volta 13, Hamilton parou e viu Verstappen passar e abrir boa vantagem, de mais de cinco segundos, em mais uma estratégia errada da Mercedes na temporada.

Mas a diferença começou a cair, embora pouco, Hamilton tentava uma aproximação sobre o holandês no meio da prova.

Enquanto isso, no meio do grid, uma interessante briga por posição entre Fernando Alonso e Antonio Giovinazzi também chamava a atenção.

Depois, Verstapen parou para trocar pneu e o inglês reassumiu a ponta, com 17 segundos de vantagem.

Assim, Hamilton tinha que aumentar a vantagem para voltar na frente quando parasse.

Mas só parou na volta 37, com 12 segundos de frente sobre Verstappen e, assim, voltou em segundo lugar, com uma distância considerável de nove segundos.

No entanto, o inglês estava mais rápido e começou a tirar meio segundo por volta, faltando 15 para o final.

Mas, depois, conseguiu manter a vantagem.

Leia também: Renato Gaúcho lamenta maratona do Flamengo e não joga a toalha no Brasileirão

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.