Financiamento imobiliário bate recorde em projeção alta de 34%

0

Depois que o setor imobiliário subiu 57,5% no ano passado, e ter mais de R$ 124 bilhões liberados em forma de financiamento imobiliário pelos bancos e instituições financeiras, agora o salto de aumento no primeiro trimestre do ano foi de 113%, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

As informações foram dadas pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), que contou com operações do começo do ano até março, e todos os valores bateram o recorde de R$ 43,1 bilhões, totalizando 187,6 mil imóveis vendidos. O Financiamento imobiliário é uma facilidade que grande parte das instituições oferecem aos clientes, mas com a alta dos juros e os preços em ascensão de materiais de construção o setor imobiliário também teve projeções em alta.

Financiamento imobiliário e a necessidade de ter casa própria

Esse é o sonho da grande maioria dos brasileiros e a forte demanda do momento de ter a casa própria, proporcionou uma corrida para a compra de imóveis, que elevou as projeções do setor em 30% para financiamentos imobiliários só neste ano. Mesmo com a economia do jeito que está, e o mercado estando afetado pela pandemia da covid-19, o desempenho do setor se mostrou muito otimista.

A Abecip então, decidiu se antecipar e atualizou novas projeções ainda para este ano, que devem crescer de 27% para 34%, com expectativas de que mais R$ 170 bilhões ainda sejam gastos para que os brasileiros possam financiar seus imóveis, sejam eles novos ou usados.

Leia mais: Fique ligado! A partir de agora os financiamentos da Caixa terão 50% de desconto

De acordo Cristiane Portella, presidente da entidade, vários motivos foram os responsáveis por impulsionar a compra das moradias mesmo em tempos não favoráveis economicamente. Como o déficit habitacional que aumentou nesses últimos períodos, assim como a troca de uma casa para outra. A redução dos juros também foi um grande solavanco para que os financiamentos imobiliários voltassem a ser pauta no mercado e item muito requisitado.

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.