Figueirense ‘herda’ vaga do Hercílio Luz e vai às quartas do Catarinense contra a Chape

Leão do Sul foi punido com a perda de três pontos pelo TJD e agora a Chapecoense terá que jogar de novo as quartas de final

3

A FCF (Federação Catarinense de Futebol) vai marcar as datas e horários dos confrontos entre Chapecoense e Figueirense pelas quartas de final do Campeonato Catarinense, após o TJD-SC (Tribunal de Justiça Desportiva) confirmar a perda de pontos do Hercílio Luz.

Em uma situação inusitada e surreal, a Chape havia eliminado o Leão do Sul nas quartas, em dois jogos. Porém, antes de disputar a semi contra o Marcílio Dias, uma denúncia foi apresentada contra o Hercílio.

O motivo foi a utilização de forma irregular do atleta, que estava suspenso, jogo contra o Brusque na nona rodada, em Brusque, quando o Leão do Sul inclusive perdeu de 2 a 1.

Assim, a equipe foi punida com a perda de três pontos e mais uma multa de R$ 15 mil.

A expulsão do jogador Alisson havia acontecido na final da Série B do Campeonato Catarinense de 2020 e, no entendimento do TJD, deveria ter sido cumprida na primeira partida que o atleta entrasse em campo.

“O jogador do Hercílio Luz, Alisson Machado Moreira, foi expulso no dia 20 de dezembro de 2020 no segundo jogo da final do Campeonato Catarinense da Série B. Ele foi condenado em julgamento no dia 6 de abril com a pena de uma partida e teria que ter cumprido no jogo Hercílio Luz e Brusque, no dia 10 do mesmo mês da condenação. O mesmo atuou no confronto”, diz nota da FCF.

Porém, a decisão ainda cabe recurso e poderá até ser modificada nos próximos dias e nas próximas horas.

A outra semifinal do Catarinense é disputada normalmente entre Avaí e Brusque, que no jogo de ida, domingo (2), empataram sem gols no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Na volta, domingo, em Brusque, o Quadricolor tem a vantagem do empate.

Favorecido

Na prática, para o Hercílio, que acabou eliminado pela Chapecoense, a punição não altera muita coisa, pois já estava mesmo fora do campeonato.

Porém, com os três pontos perdidos na primeira fase, cai para o nono lugar e o Figueirense herda a vaga. Um presentão no ano do Centenário do Furacão.

Assim, o Marcílio Dias, que já estava classificado para a semifinal, vai ter que esperar mais um pouco para saber quem vai enfrentar no próximo mata-mata.

E a Chapecoense, que na prática não tem nada a ver com a punição do Hercílio Luz, acabou sendo a mais punida, pois terá que fazer outra vez a disputa das quartas de final, em um calendário já apertado por conta da pandemia da Covid-19.

O time do técnico Mozart, atual campeão estadual, teve a melhor campanha da primeira fase e, contra o Figueira, terá a vantagem de dois empates.

Leia também: Internacional encara o Olímpia no Beira-Rio e mira a primeira posição do grupo na Libertadores

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.