Figueirense: expectativa de novo fôlego em 2022 com acordo financeiro

Isso porque, atualmente, o Figueira tem que lidar com uma dívida quase impagável de R$ 160 milhões, contraída ao longo dos últimos anos

0

O Figueirense entra no ano de 2022 repleto de desafios, mas também cheio de esperanças para dias melhores.

Agora, o clube será comandado pelo técnico Junior Rocha, contratado junto ao Ypiranga de Erechim-RS. Ele terá a missão de iniciar um novo projeto, mas com poucos recursos em caixa.

Veja em seguida: Etíope Belay Bezabh vence a prova masculina da São Silvestre e brasileiro fica em segundo

Isso porque, atualmente, o Figueira tem que lidar com uma dívida quase impagável de R$ 160 milhões, contraída ao longo dos últimos anos.

No entanto, um alento é que há duas semanas o clube conseguiu um acordo com a Justiça e fez um acerto para sua Recuperação Judicial, canalizando as dívidas. Assim, não haverá mais penhoras e será possível fazer um planejamento melhor.

Além disso, o Figueirense anunciou antes do final do ano a criação da SAF (Sociedade Anônima de Futebol) e agora espera parceiros para assumir o futebol do clube.

Desta maneira, a agremiação que em 2021 comemorou 100 anos de história, tenta se recuperar dentro do cenário estadual e nacional.

Veja em seguida: Queniana Sandrafelis Chebet vence a prova feminina da edição 2021 da Corrida de São Silvestre

Calendário

Com um elenco reformulado, o técnico Junior Rocha aposta em jogadores jovens e que estão com vontade de ‘honrar’ a camisa do Figueirense.

Logo no dia 20 de janeiro já tem o primeiro desafio, quando encara o arquirrival Avaí pela decisão da Recopa Catarinense. Isso porque venceu a Copa Santa Catarina no segundo semestre de 2021.

No entanto, o grande objetivo mesmo é a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro no segundo semestre.

Após o rebaixamento na temporada 2020, quando já enfrentava sérios problemas financeiros, o Figueira não conseguiu subir em 2021.

Na oportunidade, foi comandado pelo técnico Jorginho, mas não conseguiu o acesso. Aliás, acabou eliminado ainda na primeira fase, sem força para avançar.

No entanto, agora espera dar a volta por cima para figurar de novo entre os 40 principais clubes do país. Até porque o rival Avaí está na elite, enquanto Chapecoense e Criciúma estão na Série B.

Veja em seguida: Guardiola pede cautela ao falar das chances de título do Manchester City

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.