FGTS: trabalhadores poderão resgatar neste sábado (21)

0

O resgate do fundo de garantia terá mais uma rodada de pagamentos nessa semana. Na última quarta-feira (18), os nascidos em junho receberam o valor do saque do FGTS. Nesse sábado, 21, os nascidos em julho receberão seus valores, encerrando a sétima rodada de pagamentos do Governo Federal. O trabalhador não precisa solicitar o recebimento do valor.

O resgate do FGTS é uma tentativa do Governo Federal de impulsionar a economia. Atualmente, o alto índice de desemprego e a inflação nas alturas faz com que o país esteja em dificuldades econômicas. Para as pessoas, essa é a chance de colocar a vida financeira em dia.

O saque do FGTS

Nesse sábado, 21, os nascidos em julho receberão o valor do saque do FGTS de forma automática. Essa é a sétima rodada de pagamentos, que começaram no dia 20 de abril para os nascidos em janeiro. Além disso, mais de 30 milhões de pessoas devem receber o valor nas contas do Caixa Tem, de forma automática.

Dessa forma, não é preciso solicitar o resgate no Meu FGTS, e também não será possível achar o valor nas contas de caderneta de poupança. Isso porque o valor cairá automaticamente no Caixa Tem. Com isso, se você ainda não tem conta no banco, a Caixa abrirá uma para você automaticamente. Após isso, basta que você valide o seu cadastro e, posteriormente, terá o valor disponível para resgate.

O valor sairá diretamente do seu atual saldo do FGTS. Dessa forma, financiamentos e outras compras que demandem o valor do fundo podem ficar comprometidos. Por outro lado, as multas por demissões sem justa causa permanecem inalteradas, dado que o resgate do saldo não interfere nessa política. Por isso, é preciso pensar bem antes de fazer qualquer operação.

O que fazer com o dinheiro?

Diante da possibilidade de ter até R$1.000 de renda extra com o saque do FGTS, especialistas comentam as principais oportunidades financeiras para quem quer usar com sabedoria esse valor. E é possível que esse dinheiro ajude você a ter uma tranquilidade financeira muito maior, dado que ele pode ser um divisor de águas no seu ano.

Isso porque o valor de R$1 mil deve ser usado para a quitação de dívidas para quem está endividado. Vale lembrar que sair do vermelho deve ser sempre a prioridade para quem busca uma vida estável e mais tranquila. Por isso, utilize o valor para renegociar dívidas e, ainda, para dar de entrada em dívidas maiores. Se possível, use o FGTS para quitar o máximo de dívidas possível.

Por outro lado, para quem não tem dívidas, esse é um excelente momento para fazer uma reserva de emergência. O valor de R$1 mil do FGTS é um excelente incentivo para você buscar investimentos seguros que, facilmente renderão bem acima dos 3% ao ano do fundo de garantia.

Por último, mas não menos importante, especialistas não incentivam o uso do FGTS para gastos do dia a dia, nem para fazer compras maiores. Isso porque essas compras podem representar novas dívidas, principalmente se o valor final delas for acima do valor resgatado.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.