Veja como sacar o FGTS na Caixa

Conheça as opções para sacar o FGTS na Caixa

0

Aqueles que desejam sacar o FGTS na Caixa têm quatro opções para conseguir realizar a retirada. Veja a seguir as quatro condições que permitem o saque do FGTS: 

  • Saque-rescisão — Essa modalidade é autorizada em situações de demissão sem justa causa, nas quais é permitido realizar a retirada integral do saldo. Quando a demissão é em comum acordo, 80% do saldo fica disponível para o trabalhador; 
  • Saque-aniversário — Ao optar por essa alternativa, o trabalhador exclui a possibilidade de retirar o FGTS após uma demissão, recebendo apenas a multa de 40%. Uma parte do FGTS é disponibilizada anualmente no mês de aniversário do trabalhador; 
  • Saque por aposentadoria — Os trabalhadores que se aposentam têm direito a sacar o FGTS de suas contas ativas (contrato vigente) e inativas (contratos antigos) do FGTS, sob algumas condições. Caso permaneça no mesmo emprego mesmo ao se aposentar, o trabalhador pode realizar o saque mensal dos valores do FGTS. Se o trabalhador decidir trocar de empresa, o saque total do saldo fica permitido apenas no caso de demissão sem justa causa;
  • Saque por doença grave — A última modalidade que permite sacar o FGTS na Caixa é liberada quando o trabalhador ou seu dependente que estiver acometido pelas seguintes doenças: 
    • Alienação Mental;
    • Cardiopatia Grave;
    • Cegueira;
    • Contaminação por Radiação, com base em conclusão da Medicina Especializada;
    • Doença de Parkinson;
    • Espondiloartrose Anquilosante (Espondilite Anquilosante/Ancilosante);
    • Estado avançado da Doença de Paget (Osteíte Deformante);
    • Hanseníase;
    • Hepatopatia Grave;
    • Nefropatia Grave;
    • Paralisia Irreversível e Incapacitante;
    • Tuberculose Ativa;
    • HIV/AIDS;
    • Neoplasia Maligna;
    • Estágio Terminal.

A solicitação do saque por doença grave pode ser feita por meio do aplicativo do FGTS ou presencialmente em uma agência da Caixa. 

Caixa libera FGTS esquecido

A Caixa Econômica liberou o pagamento de FGTS esquecidos pelos trabalhadores, os valores se referem aos saques extraordinários. A liberação para a retirada iniciou no dia  31 de março e pode ser feita até o dia 29 de dezembro.

O saque do saldo total pode ser realizado no mês de aniversário do trabalhador. Para isso o trabalhador deve se dirigir a uma agência da Caixa portando os seguintes documentos:

  • CTPS comprovando o desligamento da empresa e a inexistência de vínculo ao regime do FGTS por, no mínimo, três anos ininterruptos.
  • Documento comprovando a condição de diretor não empregado e comprovante de permanência, por um período de três anos ininterruptos, fora do regime do FGTS.
  • Documento de identificação do titular da conta.
  • Número de inscrição PIS/PASEP/NIS.

Após a liberação do valor, o cidadão pode realizar a consulta dos valores disponíveis no aplicativo do FGTS.

É possível sacar valor igual ou inferior a R$ 3 mil nas unidades lotéricas, nos Correspondentes Caixa Aqui, postos de atendimento eletrônico e terminais de autoatendimento para trabalhadores que possuem cartão do cidadão e senha.

Trabalhadores poderão pedir revisão do FGTS

Com a taxa inflacionária chegando a 11,7% os trabalhadores poderão pedir revisão do FGTS. O motivo é que a Taxa Referencial (TR), o índice de correção monetária do Fundo, não reflete mais a inflação brasileira desde 1999.

Todos aqueles que possuem saldo em contas do FGTS têm direito ao pedido de revisão. 

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.