FGTS Digital: Portal com informações sobre o sistema está no ar

0

Nesta quarta-feira, 4 de maio, o Ministério do Trabalho e Previdência lançou o portal do FGTS Digital. Seu principal objetivo é trazer notícias e informações dos serviços prestados aos cidadãos e usuários. 

De acordo com o portal IstoÉ Dinheiro, o governo estima que as funcionalidades do sistema comecem a operar ainda neste ano de 2022.

O que é o FGTS Digital?

O FGTS Digital é composto por vários sistemas integrados, que gerenciam os processos relacionados ao cumprimento de obrigações de recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Agilidade nas funções

A função da plataforma é reduzir o tempo de operação das empresas no cumprimento das obrigações acessórias. Para que isso ocorra com sucesso, será utilizada a base de dados do eSocial. A ferramenta também facilitará a emissão de guias e a transparência nos processos realizados, agilizando a vida dos empregadores brasileiros.

Em nota ao portal IstoÉ Dinheiro, o subsecretário de Inspeção do Trabalho, Rômulo Machado, disse que os estudos do sistema indicam que pode ocorrer uma redução de 36 horas mensais no tempo gasto com serviço de recolhimento do FGTS.

No evento de lançamento do portal, o presidente do Conselho Curador do FGTS, Ricardo Moreira, informou que a ferramenta também reduzirá a cobrança de inadimplências. Ele ressaltou, ainda, que a plataforma será importante para manter a sustentabilidade do Fundo de Garantia, permitindo ao trabalhador uma transparência maior sobre a fiscalização dos contratos de trabalho e o valor recolhido do fundo.

Facilidades do FGTS Digital

Para as empresas, o pagamento do FGTS será por meio do PIX. Já as guias de pagamentos poderão ser emitidas tanto pelo portal do FGTS Digital quanto pelo ambiente virtual do eSocial.

De acordo com o portal lançado nesta quarta-feira, 4 de maio, as facilidades apresentadas pela ferramenta são:

  • Emissão de guias rápidas e/ou personalizadas;
  • Consulta de extratos de pagamentos realizados;
  • Individualização dos extratos de pagamento;
  • Verificação de débitos em aberto;
  • Pagamento de multa indenizatória a partir das remunerações devidas de todo o período de trabalho.

Benefícios a serem alcançados a longo prazo

Com o sistema, o governo estima alcançar os seguintes benefícios:

  • Eliminar burocracias e custos adicionais;
  • Diminuir os custos operacionais incorridos pelo FGTS;
  • Reduzir as despesas com tarifas pagas à rede arrecadadora do FGTS;
  • Digitalizar serviços (agilizar e automatizar procedimentos);
  • Melhorar os serviços voltados para trabalhador e empregador;
  • Promover a integração de ambientes e facilitar o acesso e gerenciamento de informações;
  • Garantir segurança, integridade e confiabilidade aos dados e informações armazenados e processados;
  • Diminuir a postergação da arrecadação anual do FGTS;
  • Fornecer informações para direcionamento de ações e tomada de decisões estratégicas;
  • Melhorar gestão, controle e transparência dos processos;
  • Facilitar a comunicação entre Administrados e Administração;
  • Permitir que os atores relacionados ao recolhimento do FGTS possam ter acesso aos dados e informações necessários para o exercício pleno de suas competências.

Para mais informações, acesse o portal que já está no ar!

 

Leia também: Contracheque: Saiba o que é e o que diz a CLT

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.