Fábio se despede do Cruzeiro após falta de acordo para renovar contrato

Desta maneira, o atleta de 41 anos se despede da Raposa com incríveis 976 jogos e uma longa história para contar.

0

Fábio não é mais jogador do Cruzeiro. A vitoriosa história entre o goleiro e o clube acabou na noite desta quarta-feira (5) em Belo Horizonte, após falta de acordo entre as partes.

Desta maneira, o atleta de 41 anos se despede da Raposa com incríveis 976 jogos e uma longa história para contar.

Veja em seguida: Flamengo atropela o Forte Rio Bananal na estreia e faz maior goleada da Copinha: 10 a 0

Desde 2005, ele jogava pelo Cruzeiro de forma ininterrupta, sendo que já teve passagem até pelo time campeão da Copa do Brasil em 2000.

Aliás, títulos não faltaram no período em que Fábio esteve no Cruzeiro. Mas, agora, a história chegou ao fim, sem entendimento.

Inicialmente, ele estava apalavrado para continuar no clube, mas seu contrato acabou no dia 31 de dezembro de 2021. E a nova gestora do clube, com a SAF (Sociedade Anônima de Futebol) comandada pelo ex-jogador Ronaldo Nazário, optou por não renovar o acordo.

Assim, nas redes sociais, Fábio se despediu do time e lamentou a decisão, pois o Cruzeiro não aceitou sequer a redução salarial.

Contudo, quando o Cruzeiro foi rebaixado em 2019, ele já havia aceitado uma redução salarial e estava disposto a baixar ainda mais para continuar. Mas, não teve acordo.

Veja em seguida: Cruzeiro goleia o Palmas na estreia da Copa São Paulo de Futebol Junior

“Com coração apertado, com lágrimas e dor, eu preciso aceitar que não contam comigo no clube”, escreveu o atleta.

Chateação

Desse modo, o experiente jogador não esconde a mágoa com a situação e mostra isso no comunicado oficial.

“Quero deixar claro que aceitaria a readequação ao novo teto salarial, mas essa nova administração também não me deu essa opção”, escreveu Fábio.

Depois, citou o novo diretor de futebol clube, Paulo André.

“Paulo André, que estava na sala ao lado, não teve sequer a consideração de me cumprimentar, sendo ele um ex-companheiro de clube”, lamentou.

Inclusive, a torcida cruzeirense também se manifestou nas redes sociais e muitos criticaram a decisão da diretoria.

Pelo Cruzeiro, Fábio foi bicampeão brasileiro como titular e bicampeão da Copa do Brasil da mesma forma, sem contar os títulos estaduais.

Veja em seguida: Coritiba estreia com vitória apertada na Copinha contra o Real Brasília

 

 

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.