Estudante foi morta porque ex-namorado queria vender o carro dela

O ex-namorado da estudante a dopou e, em seguida, a atingiu com golpes de faca. Todavia, acabou não tendo coragem de matar a jovem e chamou mais duas pessoas

0

A Polícia Civil prendeu um homem acusado de ter matado sua ex-namorada, uma estudante de 19 anos em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. De acordo com a corporação, o corpo da vítima foi encontrado na quinta-feira (16), no município de Planalto, que fica na mesma região.

Em nota, a Polícia Civil revelou que, além do ex-namorado, mais duas pessoas foram presas, todas suspeitas de envolvimento no feminicídio de Sashira Camilly Cunha Silva, que era estudante universitária e cursava Engenharia Civil, assim como os três suspeitos presos.

De acordo com as informações, a jovem estava desaparecida até que o ex-namorado dela foi até à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) junto de uma advogada e contou detalhes sobre o crime.

Horas depois, a polícia foi até a casa dos outros dois suspeitos. Um desses, que teria sido quem acabou de matar Sashira, mostrou onde o corpo da jovem estava abandonado.

A estudante já havia sido agredida pelo ex-namorado. Na época, ela tinha apenas 17 anos e acabou levando golpes na cabeça e no nariz.
A estudante já havia sido agredida pelo ex-namorado. Na época, ela tinha apenas 17 anos e acabou levando golpes na cabeça e no nariz. (Foto: reprodução)

Estudante dopada

Segundo as informações preliminares divulgadas pela Polícia Civil, o ex-namorado da estudante a dopou e, em seguida, a atingiu com golpes de faca. Todavia, acabou não tendo coragem de matar a jovem.

Algum tempo depois, um segundo suspeito chegou ao local do crime. Ele seria o responsável por pegar o carro da vítima, que iria ser vendido posteriormente. Quando ele chegou para pegar o veículo, percebeu que Sashira ainda estava viva e, por isso, acabou a enforcando até a morte.

Por fim, o terceiro envolvido teria sido o articulador que apresentou o ex-namorado da jovem ao rapaz que acabou de matar ela, visto que eles não eram próximos.

Casos de agressões

De acordo com a corporação, a jovem já havia sido agredida pelo ex-namorado. Na época, ela tinha apenas 17 anos e acabou levando golpes na cabeça e no nariz. À época, ela denunciou o caso e uma medida protetiva foi emitida. Todavia, ela não estava mais valendo. Agora, presos, os suspeitos seguirão à disposição da Justiça.

Leia também Trio matou amiga para saber se uma das integrantes era psicopata

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.