Empréstimo para aposentados do INSS: Como funciona? Veja agora

0

O empréstimo consignado destinado a aposentados e pensionistas é uma opção oferecida pelo INSS e os bancos que possuem parceria com o Instituto, costumam ser conveniados e cobram taxas muito menores, chegando a apenas 1,8%.

Calendário antecipado do 13° salário
Foto: reprodução

Mas antes de solicitar o seu é preciso entender como ele funciona, quais as regras e se essa realmente é a melhor opção para você.

O empréstimo consignado de aposentadoria, é uma das melhores opções e mais baratas de se conseguir crédito pagando pouco. Dentro dessa modalidade, os valores que são emprestados são pagos em prestações descontadas na própria folha de pagamento da aposentadoria.

Porém, para que esse desconto seja feito, é preciso que ele seja autorizado antes. Os juros no comparativo são muito menores, e os pagamentos feitos em parcelas automaticamente. Veja as regras abaixo!

Regras do empréstimo consignado pelo INSS

No ano de 2021, as regras mudaram um pouco, e agora a margem dos valores para esse tipo de benefício é de no máximo 40% do valor mensal. Isso significa que o aposentado paga 35% de empréstimo e 5% de cartão de crédito.

Essa margem acaba dando um limite maior de ampliação que chega aos 35% quando aplicado. Essa nova margem em 40% servirá para todas as novas contratações que serão feitas até 31 de dezembro de 2021, de acordo com a Lei nº 14.131.

O beneficiário que fizer um empréstimo consignado também tem 120 dias de carência para começar a pagar o INSS, sem pagar juros e taxas a mais por isso. Outro ponto importante dessa modalidade de empréstimo é que o valor máximo de juros é de 1,8% ao mês.

Outras regras que foram implementadas atualmente é o limite de empréstimo consignado ativo que agora podem ser até 9 ativos, sendo o máximo de parcelas 84. Além disso, taxas administrativas e outras cobranças de abertura de crédito também não podem ser cobradas.

Como funciona?

Para contratar um empréstimo consignado, é preciso ir até o banco conveniado e descobrir quais os valores disponíveis e as condições de contrato respeitando as regras. Nesse caso, há um limite de renda que pode ser comprometido e por esse motivo, o INSS supervisiona esses valores de perto.

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.