Empresário é preso após agredir influenciadora digital

A mulher divulgou vídeos em redes sociais para mostrar hematomas e pedir ajuda. Em sua defesa, o suspeito disse que "todas histórias possuem dois lados"

0

Um empresário foi preso por agressão contra a influenciadora digital Kedma Oliveira em Florianópolis (SC), na noite de domingo (03). A mulher divulgou vídeos em redes sociais para mostrar os hematomas e também pedir ajuda. De acordo com as informações, o homem, que é filho do então companheiro de Kedma, pagou fiança e foi liberado.

Leia também: Homem é preso após agredir esposa em frente à Delegacia de Atendimento à Mulher do Centro

Em redes sociais, José Derli Júnior, de 30 anos, disse que “todas histórias possuem dois lados”. Ele também publicou uma nota assinada pelo advogado. Ontem, segunda-feira (4), a Justiça aceitou o pedido de medida protetiva contra o agressor. Kedma, que mora em Cuiabá (MT), e passava as férias na capital catarinense com a família do então companheiro.

Ela disse ter sido agredida pelo filho dele dentro de um apartamento após uma discussão. O então companheiro da mulher estava no local quando as agressões começaram. Ele foi ouvido pela polícia como testemunha. As informações sobre o que teria acontecido para que a discussão tivesse início não foram divulgadas pelas autoridades por causa do tipo de ocorrência.

Empresário é preso após agredir influenciadora digital

Segundo a Polícia Militar (PM), os agentes foram até o local e entraram na residência após autorização. Vários itens estavam destruídos, havia sinal de luta corporal e sangue no chão e na mobília. Kedma foi encontrada no banheiro, e os envolvidos foram encaminhados à delegacia.

De acordo com Patrícia Fronza, delegada responsável pelo caso, o empresário responder pelo crime de lesão corporal qualificado pela violência doméstica, com aplicação na lei Maria da Penha.

“O inquérito já foi finalizado, pois como é um auto de prisão em flagrante foram ouvidas todas as pessoas naquela madrugada mesmo. O que ainda falta, e que vamos encaminhar essa semana, é o exame de corpo de delito, que nós levamos ela para fazer ontem [segunda-feira (4)] no IML e o laudo pericial da casa”, disse a delegada.

Com o auto de prisão em flagrante, o boletim de ocorrência foi encaminhado para o Ministério Público. A delegada aguarda outros documentos que vão ajudar a esclarecer o caso.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.