Duas principais doenças que o açúcar causa: câncer e patologias autoimunes

0

Como bem sabemos, o açúcar é um grande vilão e pode levar você a ter inúmeras doenças metabólicas como diabetes, esteatose hepática, obesidade, entre outras. Um fato importante é que ele promove uma alteração do seu sistema imunológico, deixando você também suscetível a contrair doenças infecciosas, além de favorecer um processo chamado de autoimunidade.

Independente do tipo que você consome, ele vira glicose. Todo tipo de açúcar vira glicose no final de sua absorção, então, não se engane ao consumir versões ditas saudáveis dos açúcares que existem disponíveis.

Açúcar causa câncer

Um dado importante é que além de causar doenças e enfraquecer o sistema imunológico, ele (glicose) faz com que as células tumorais aumentem de tamanho, piorando a sua doença e acelerando o processo de mitose celular. Isso porque a célula cancerígena se alimenta de glicose.

Esse dado pode ser um absurdo para muitos, mas isso já se sabe desde o ano de 1923, quando pesquisadores do Huntsman Cancer Institute de Utah começaram a estudar as células cancerígenas sob efeito da glicose.

Geralmente, podemos encontrar o açúcar na forma de amido, farinhas, bebidas alcoólicas, sucos, frutose, arroz, massas. Além disso, em sacarose, xarope de milho, lactose, dextrose, maltose, malte de cevada, melaço, caldo de cana, mel, agave. Portanto, não pense que medidas enganadoras vão substituir o açúcar que você ingere.

Como substituir o açúcar?

Existem outros tipos de adoçantes que podem substituir o açúcar e que contêm edulcorantes naturais, como o xilitol e o estévia ou estévia.

A exemplo, o estévia tem o poder de adoçar até 300 vezes mais que o açúcar comum, sendo que 16 mg do adoçante natural equivalem a uma colher de sopa de açúcar. A ingestão máxima permitida por dia de estévia é de 5,5 mg/kg de peso corporal.

Por fim, veja também: Doenças autoimunes: o que é e como se prevenir?

 

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.