Doria vai se reunir com cúpula do PSDB para avaliar candidatura

O PSDB já deu sinais claros de que não quer João Doria como candidato da legenda para a presidência da República

0

João Doria, ex-governador de São Paulo e pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, vai receber os líderes do partido na próxima segunda-feira (23), revelou neste domingo (22) o jornalista da “TV Globo”, Gerson Camarote. O motivo: debater a sucessão presidencial e também a definição do candidato da terceira via.

Inicialmente, o PSDB havia marcado uma reunião com Doria para a última quarta-feira (18). No entanto, a reunião, marcada para acontecer em Brasília, acabou não ocorrendo, pois Doria avisou que não poderia comparecer porque tinha compromissos em São Paulo e em Goiânia.

Segundo o jornalista da “TV Globo”, o PSDB tenta retirar Doria da disputa pela presidência e, assim, emplacar de vez o nome da senadora Simone Tebet (MDB) como candidata da terceira via, grupo criado para tentar acabar com a polarização em torno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (PL).

Apesar da tentativa do PSDB, Doria já avisou que não pretende desistir da disputa ao Palácio do Planalto. Na ocasião, assim como publicou o Brasil123, o ex-governador afirmou que, mesmo com a pressão da cúpula tucana para que seu nome seja retirado, ele não vê nenhum motivo para retirar seu nome da disputa. “Qual a razão para desistir? Nenhuma”, disse.

Na ocasião, Doria também disse que contestava a pesquisa encomendada pelo PSDB, MDB e Cidadania para ver quem seria uma melhor opção para a terceira via: ele ou Simone Tebet. “Nas pesquisas, estou na frente da Simone. Verdade que estamos todos lá embaixo, mas estou na frente dela em todos os quesitos. Inclusive, na rejeição, que tem que ser olhada proporcionalmente ao conhecimento dos candidatos. E a minha rejeição é menor do que a da Simone”, disse o ex-governador.

Ainda de acordo com o Gerson Camarote, Doria tem tentado se equilibrar na relação com o partido para manter de pé sua candidatura. Nesse sentido, ele afirma que está “aberto ao diálogo” com a legenda.

No entanto, mesmo com essa “disponibilidade”, a tendência é que Simone Tebet seja a escolhida e Doria “convidado” a retirar seu nome da disputa pelas eleições presidenciais. Doria já avisou que, caso isso aconteça, irá judicializar o tema.

Leia também: Sergio Moro diz que deve disputar o Senado por São Paulo

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.