Datena anuncia desistência de pré candidatura a senado

0

Nesta quinta-feira, 30, José Luiz Datena (PSC), anunciou a desistência da candidatura ao Senado Federal pelo estado de São Paulo. Enquanto estava apresentando, Datena explicou que vinha sendo hostilizado por grupos radicais, e que dessa forma sua defesa pela democracia continuaria sendo exercida independente da corrida eleitoral. 

Segundo suas próprias palavras: “Existem muitas arenas por ai e muitos conhecem a minha. Estarei sempre com meu público”, isso ocorreu horas após Jair Bolsonaro (PL) confirmar que daria apoio ao apresentador,“Eu estou com o Datena lá [em São Paulo], fechei com o Datena. Está em outro partido e há críticas, assim como tem gente que critica o Tarcísio e que critica a mim. Não dá para a gente pacificar o negócio”

Consequências políticas de sua decisão

Sua saída antecipada abre brechas para outros acordos entre os partidos, dado que o apresentador vinha liderando as pesquisas de intenção de voto. Segundo pesquisa EXAME/IDÉIA, ele era o pré candidato favorito de pelo menos 19% dos eleitores segundo cenário da pesquisa, em seguida viria Márcio França (PSB) com 14%.

Nesse sentido, a saída do apresentador, abre a possibilidade de que Marcio França venha a liderar nesse cenário, e consequentemente feche um acordo com vista a desistir da candidatura pro governo estadual. 

Dessa forma, a desistência de Datena pode ter embaralhado o jogo político e ter beneficiado o PT,  Partido dos Trabalhadores, que vinha negociando esse acordo junto ao Marcio França na expectativa de que o mesmo seguisse como candidato ao senado. 

Filho já teria dado o aviso da possível desistência do pai

Segundo uma fonte atribuída a IstoÉ, o filho do apresentador teria dito nos corredores da emissora Band que o pai iria desistir da política de uma vez por todas. Com isso, mais uma vez já era previsível esse cenário de desistência, contudo, segundo o filho do apresentador, dessa vez seria uma decisão de forma “definitiva”. 

Mais um convite recusado

Não é a primeira vez que o apresentador abandona o barco e desiste de concorrer a um cargo político, em 2020 Datena havia desistido de concorrer ao posto de prefeito de São Paulo e segundo suas próprias palavras: ““Eu estava decidindo o que iria fazer da vida. Fiquei muito chateado, porque eu gostaria muito de entrar na política. Na próxima eu vou mesmo e vou sair da Bandeirantes e vou para a política, mas aí eu vou ter que deixar a televisão”

Além disso, Datena teve outros convites que foram recusados, o primeiro seria para ser vice-prefeito em uma chapa com Bruno Covas até então filiado ao PSDB, houve também um outro convite para ser candidato a prefeito pelo PMDB. 

Em 2018 Datena havia se filiado ao DEM e lançado sua pré candidatura a senador. Contudo, em menos de duas semanas, o apresentador já havia desistido. Por fim, em 2016 ele havia sido cotado para representar o PP na corrida pela prefeitura de São Paulo, mas naquela ocasião, Datena também acabou desistindo. 

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.