Corinthians confirma retorno do meia Renato Augusto, campeão brasileiro em 2015

Jogador é o segundo reforço importante anunciado pelo Timão este ano; o primeiro foi Giuliano

0

O Corinthians confirmou na manhã desta quinta-feira (22), a volta do meia Renato Augusto, campeão brasileiro pelo Timão em 2015.

Ele estava desde então no futebol chinês, após receber uma proposta milionária à época.  Agora, quer reescrever a história vitoriosa com a camisa do time paulista.

Assim, o meia que já defendeu a Seleção Brasileira é o segundo reforço de peso que o Corinthians contrata em uma semana.

Isso porque, na semana passada, contratou também o meia Giuliano, campeão da Libertadores pelo Internacional e pelo Grêmio.

No entanto, Giuliano estava em atividade no futebol ucraniano e foi anunciado antes.

Agora, Renato Augusto terá sua segunda passagem pelo time alvinegro. A primeira, entre 2013 e 2015, foi memorável.

Na oportunidade, foi campeão paulista e da Recopa Sul-Americana em 2013. Depois, foi campeão brasileiro em 2015, sob comando de Tite.

Assim, despertou interesse dos chineses e deixou o Timão no início do ano seguinte.

Desse modo, com a camisa do Corinthians, Renato Augusto fez 127 jogos, com 68 vitórias, 38 empates e apenas 21 derrotas. No total, foram 15 gols marcados.

Despedida

Agora, nesta quinta-feira (22), o jogador postou uma mensagem nas redes sociais agradecendo o clube chinês do Beijing Guoan, onde foi ídolo.

Assim, veja, a seguir, a postagem na íntegra:

“Em janeiro de 2016, quando eu deixei o Brasil para ir para a China, depois de ser campeão brasileiro e melhor jogador da competição, nunca imaginei que a jornada seria uma das mais emocionantes da minha vida. Vestir a camisa do Beijing Guoan foi amor à primeira vista. Uma atmosfera incrível no Worker Stadium! Que fãs amorosos! Que privilégio! Vestindo essa camisa eu vivi momentos muito bons na minha vida! Eu fui campeão olímpico, joguei uma Copa do Mundo pelo meu país, quando ninguém acreditou que eu conseguiria continuar jogando em nível alto na China, e graças aos meus companheiros de equipe eu consegui. Eu fui campeão na China, o que foi emocionante. Devolver ao clube e aos fãs tudo que eles fizeram por mim, foi uma grande honra”.

Leia também: Argentina estreia nas Olimpíadas com derrota para Austrália no futebol masculino

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.