Comecei a trabalhar, vou perder o Auxílio Brasil? Saiba aqui

Confira as informações sobre o novo programa social

0

Ano novo, vida nova, e quem sabe a chegada daquele tão esperado emprego. Certo, mas com isso você pode se questionar: agora que estou recolocado, vou perder o Auxílio Brasil?

Continue a leitura para entender como o governo trata essa situação.

Comecei a trabalhar, vou perder o Auxílio Brasil? Saiba aqui
Comecei a trabalhar, vou perder o Auxílio Brasil? Saiba aqui – Imagem: Montagem Brasil 123

Quem consegue um emprego perde o Auxílio Brasil?

No programa Bolsa Família, quando a pessoa assinava uma carteira de trabalho, muitas vezes perdia o benefício. No entanto, no Auxílio Brasil, se você conseguir emprego e assinar a carteira de trabalho, vai receber um estímulo.

Em resumo, não apenas tem a permanência garantida no programa por um período, como ainda recebe uma ajuda de R$ 200 para seguir adiante e conquistar mais qualidade de vida para a sua família.

Quais são os benefícios do Auxílio Brasil?

O núcleo básico do programa social tem três benefícios: o Benefício Primeira Infância, o Benefício Composição Familiar e o Benefício Superação da Extrema Pobreza.

Há ainda seis benefícios que interligam outras políticas públicas:

Qual o valor do benefício?

Em dezembro de 2021 o programa passou a aplicar um valor mínimo de R$ 400 por família beneficiária.

O complemento para alcançar o novo valor foi possível por conta da Medida Provisória nº 1.076 editada pelo governo, através da qual foi criado o Benefício Extraordinário.

Já para a continuidade do valor agora em 2022, saiba que o Presidente da República, Jair Bolsonaro, editou decreto que prorroga a concessão do Benefício Extraordinário destinado às famílias beneficiárias do Auxílio Brasil durante os meses de janeiro a dezembro de 2022, nos termos da Medida Provisória anteriormente citada.

A saber, o chamado Benefício Extraordinário é calculado a partir da soma do Benefício Primeira Infância, do Benefício Composição Familiar, do Benefício de Superação da Extrema Pobreza e do Benefício Compensatório de Transição, equivalendo ao valor necessário para se alcançar o valor de R$ 400, no limite de um benefício por família.

Canais de Atendimento

Os beneficiários podem consultar os valores e outras informações sobre o Auxílio Brasil no antigo aplicativo do Bolsa Família ou pela Central de Relacionamento do Ministério da Cidadania, por meio do telefone 121.

Confira ainda: Calendário INSS 2022 está liberado! Acompanhe a programação dos benefícios

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.