Combate à seca no Nordeste ganha reforço de R$ 1,2 bilhão em empréstimos

Financiamento foi aprovado pelo Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida) das Nações Unidas

1

O Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida) aprovou financiamento para combate à seca e à fome na Região Nordeste. Em resumo, até 250 mil famílias de pequenos agricultores terão a possibilidade de contrair empréstimos para enfrentar a situação que castiga a região há décadas. A saber, o valor aprovado chegou a US$ 217,8 bilhões em empréstimos, o que corresponde a R$ 1,2 bilhão. O Fida faz parte das Nações Unidas.

De acordo com o Ministério da Economia, o projeto irá financiar ações de manejo sustentável da água, bem como para combater a seca e as mudanças climáticas. Aliás, o ministério divulgou a informação nesta sexta-feira, dia 4, mas a aprovação ocorreu ontem (3). Ao mesmo tempo, o projeto também pretende introduzir tecnologias de coleta, armazenagem e reciclagem da água, adotando, também, estratégias de diversificação produtiva no sertão nordestino. A propósito, o projeto receberá o nome de Plantando Resiliência Climática em Comunidades do Semiárido Nordestino.

Vale ressaltar que, para entrar em vigor, o financiamento ainda depende de negociações internas, segundo o ministério da Economia. A propósito, a pasta disse que a aprovação do projeto envolveu a Secretaria de Assuntos Econômicos Internacionais do ministério, que promoveu articulação com as diretorias executivas do Fida e do Fundo Verde para o Clima (Green Climate Fund – GCF, em inglês).

 

Saiba quem pode participar do projeto

Em suma, o nível de pobreza das famílias irá definir os beneficiados. Além disso, mulheres, jovens, comunidades tradicionais e indígenas terão prioridade no projeto. O GCF vai financiar US$ 99,5 milhões, dos quais US$ 34,5 milhões virão como doação não reembolsável. Ou seja, quase metade do valor. Já o Fida entrará com US$ 30 milhões.

O restante do valor terá o financiamento do governo brasileiro. Em síntese, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irá oferecer US$ 73 milhões. A saber, o montante será dado como contrapartida em empréstimos aos estados do Nordeste. Inclusive, estes irão contribuir com US$ 15,3 milhões em espécie. De acordo com o ministério da Economia, o BNDES vai executar e monitorar o projeto. O Fida, por sua vez, vai gerenciar a operação.

 

Por fim, o Fida recebe apoio do governo brasileiro há 40 anos. O órgão possui a missão específica de combate à fome e à pobreza rural. A sua base fica em Roma, na Itália, onde também fica o Fundo de Agricultura e Alimentos das Nações Unidas.

 

(Com informações da Agência Brasil).

 

LEIA MAIS

Captação líquida da poupança alcança a marca de R$ 1,48 bilhão em novembro

Inflação sobe 0,95% em novembro para famílias com renda mais baixa, diz FGV

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Combate à seca no Nordeste ganha reforço de R$ 1,2 bilhão em empréstimos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.