Cirurgia de desvio de septo: quando ela é necessária?

Saiba quando a cirurgia de desvio de septo é recomendada

0

O desvio de septo é uma anomalia que atinge um quarto da população mundial. Com diversos graus de gravidade, por vezes só dá para resolvê-la por meio cirúrgico. Então, se você também tem dúvidas quanto a esse assunto, fique com a gente e leia até o final!  Nós do Brasil 123 vamos te contar tudo sobre a cirurgia de desvio de septo.

Desvio de septo: o que é?

O septo é a parede óssea e cartilaginosa que separa uma narina da outra no interior do nariz. Assim, o desvio de septo nada mais é do que uma tortuosidade anormal nessa parede. Dessa forma, ao invés dela seguir uma linha reta, há uma inclinação que faz com que uma narina fique menor do que a outra.

Desvio de septo: o que causa?

Existem várias causas possíveis para a ocorrência do desvio de septo, como por exemplo:

  • Complicações e o uso de fórceps durante o parto;
  • Má formação do feto;
  • Acidentes e traumas ocorridos na infância;
  • Falta de espaço para os ossos e as cartilagens do septo crescerem dentro do nariz;
  • Uso de drogas inaláveis.

Sendo assim, o desvio de septo é algo com que a pessoa já pode nascer ou desenvolver ao longo da vida.

Desvio de septo: como saber se eu tenho?

As pessoas que tem desvio de septo costumam apresentar os seguintes sintomas:

  • Dificuldade para respirar ou respirar por apenas uma narina;
  • Sinusite e dores de cabeça frequentes;
  • Ronco e apneia do sono;
  • Afogamento durante o consumo de líquidos.

Dessa forma, se você ou algum familiar mostrar esses sinais, é importante procurar um otorrinolaringologista para que ele o examine para identificar se há ou não desvio de septo. Esse diagnóstico é feito por meio de exames, como a nasofibroscopia, onde o médico introduz uma sonda nas narinas para visualizar a cavidade nasal.

Resultado da cirurgia de desvio de septo - Reprodução AdobeStock
Resultado da cirurgia de desvio de septo – Reprodução AdobeStock

Desvio de septo: quando a cirurgia é necessária?

Apesar da grande incidência, felizmente apenas ¼ das pessoas que têm desvio de septo precisam corrigir o problema por meio cirúrgico. Geralmente, as pessoas que precisam operar o desvio de septo são aquelas que apresentam muita dificuldade para respirar.

A princípio, a cirurgia deve ser feita de preferência após os 16 anos. Afinal, nessa idade o processo de crescimento dos ossos e da cartilagem do septo já se encerrou. No entanto, em casos em que crianças mais novas mostrem grande dificuldade na respiração ou mesmo entortamento do nariz e dos ossos da face, a cirurgia pode ser feita antes.

A cirurgia de desvio de septo não é de alto risco e demora, em média, 2 horas. Geralmente, é aplicada anestesia geral para maior conforto do paciente. O pós operatório não costuma trazer problemas ou dores, apenas algum sangramento nasal leve, e com cerca de duas semanas de repouso, o paciente já estará completamente recuperado. 

Esse repouso é importante por causa do inchaço dos tecidos e da obstrução nasal que ela provoca.

Gostou de saber mais sobre o desvio de septo e quando a cirurgia é necessária? Então, compartilhe essas informações com sua família e amigos!

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.