Cinco pessoas são executadas na fronteira entre Brasil e Paraguai

Em menos de 24h, cinco pessoas morreram na região. Dentre as vítimas estão um vereador do município brasileiro e a filha de um governador paraguaio

0

Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, voltou a registrar uma série de execuções. Desta vez, em menos de 24h, cinco pessoas morreram na região. De acordo com as informações, dentre as vítimas estão um vereador do município brasileiro e a filha de um governador paraguaio.

O primeiro a ser morto foi Farid Charbell Badaoui Afif, de 37 anos, vereador de Ponta Porã, na sexta-feira (08), enquanto andava de bicicleta. Horas antes, ele havia publicado um vídeo nas redes sociais informando que passaria de automóvel em algumas repartições.

Segundo a Polícia Civil, o vereador foi atingido por uma pessoa que passou de moto pela região. No local do crime, os agentes encontraram quatro munições de calibre ponto 45, sendo que pelo menos uma acertou o parlamentar, que acabou morrendo no local.

Além do vereador, Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos, filha do governador do estado de Amambai, Ronald Acevedo, também foi executada com tiros. O crime contra a jovem aconteceu no final da noite de sexta.

O vereador e a filha do governador de uma cidade no Paraguai estão entre as vítimas. (Foto: reprodução)
O vereador e a filha do governador de uma cidade no Paraguai estão entre as vítimas. (Foto: reprodução)

No sábado, mais quatro pessoas foram mortas ao serem atingidas por tiros quando saíam de uma casa noturna na fronteira com o Brasil, contando com a filha do governador. De acordo com as informações, elas estavam em um veículo de placas do Paraguai e os atiradores em uma caminhonete. Para cometer o crime, os bandidos se aproximaram do automóvel, desceram da caminhonete, atiraram e fugiram.

Em nota, a Polícia Civil informou que está trabalhando em conjunto com a polícia paraguaia para desvendar se existe relação entre as execuções. Para investigar os casos, os investigadores recolheram equipamentos de gravação de imagens para análise do que foi capturado em relação à execução.

Leia também: Governo de SP terá que indenizar filha de sushiman morto após surto em restaurante

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.