Bolsonaro diz que vai avaliar ida a debates no 1º turno

Bolsonaro diz que, em sua visão, ele poderia se tornar o alvo preferencial de todos os concorrentes, fazendo com que ele recebesse “pancada o tempo todo”

0

Jair Bolsonaro (PL), presidente da República, afirmou que avalia sua participação nos debates do primeiro turno. De acordo com o chefe do Executivo, em entrevista à “Rádio Massa FM”, na terça-feira (31), a intenção real é comparecer somente aos debates do segundo turno.

“No segundo turno eu vou participar. Se eu for para o segundo turno, devo ir, né, vou participar”, disse Bolsonaro, que hoje está em segundo na corrida presidencial, atrás somente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo Bolsonaro, sua hesitação em participar dos debates no primeiro turno acontece porque, em sua visão, ele poderia se tornar o alvo preferencial de todos os concorrentes, fazendo com que ele recebesse “pancada o tempo todo”.

“No primeiro turno, a gente pensa se participa ou não. Por quê? Se eu for, os dez candidatos ali vão querer a todo o tempo dar pancada em mim e eu não vou ter tempo de responder a eles. Um vai fazer pergunta para o outro e vão dar pancada em mim”, disse o chefe do Executivo.

Apesar da declaração, Bolsonaro, em outro momento, ressaltou que poderia pensar em mudar de opinião. Isso, caso as questões tratadas nos debates do primeiro turno fossem acertadas antecipadamente.

“Então, nós vamos analisar isso, porque acho que debate teria que ser com perguntas pré-acertadas antes com os encarregados de fazer o debate, até para não baixar o nível”, disse ele, que foi entrevistado por Carlos Massa, o Ratinho, do SBT, fundador da “Rádio Massa FM”.

Bolsonaro pretende congelar reajustes no combustível até eleições
Bolsonaro diz que, em sua visão, ele poderia se tornar o alvo preferencial de todos os concorrentes, fazendo com que ele recebesse “pancada o tempo todo”. (Foto: reprodução)

Bolsonaro não foi aos debates em 2018

Caso não vá mesmo aos debates deste ano, Bolsonaro estará repetindo o que fez em 2018, quando resolveu não ir aos encontros. Na ocasião, o até então candidato dizia que não estava indo aos embates eleitorais porque ainda se recuperava do atentado que sofreu durante as eleições.

No entanto, uma reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” na ocasião mostrou que, enquanto se recusava a ir aos encontros com outros eleitores, Bolsonaro conversava com a imprensa, gravava seus programas eleitorais e até se encontrava com apoiadores.

Leia também: ‘Quanto é 0 dividido por 5?’, diz Bolsonaro ao ironizar desistência de Doria

5/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.