Bitcoin polui o meio ambiente e gasta mais energia que alguns países

3

Segundo a Universidade de Cambridge, o número de minerações da criptomoeda cresceu em mais de 41% no ano de 2020. O mesmo valor continua em ascensão no ano de 2021 com a moeda batendo novos recordes diariamente: agora está em R$ 224.024, ontem (7) estava R$ 213 mil. Mas, será mesmo que o Bitcoin polui o meio ambiente?

Como consequência disso, como sabemos, pode demandar mais energia. Ele é minerado em casa ou em lugares especializados para isso. Basta ter um computador potente juntamente com um bom sistema de refrigeração (caso contrário, esquenta muito e pode queimar as peças).

Atualmente, esta consumindo energia que mais que alguns países. Desde o dia 17 de dezembro, já saltou o valor de  86,67 TWh para os atuais 106,92 TWh. Esses dados pertencem ao  Centro de Finanças Alternativas da Universidade de Cambridge (CCAF, em inglês). Com o aumento maior de 300% no último ano, todo o processo de transação e mineração gasta mais energia.

Em Filipinas, a demanda por quase 110 milhões de pessoas é de apenas 99,2 TWh enquanto o Bitcoin polui o meio ambiente com seus 106 TWh. Acredita-se que esse valor pode ultrapassar até mesmo de países como a Holanda com 114,5 TWh e 17,1 milhões de pessoas ou até mesmo Paquistão com 149,2 TWh e 220,8 milhões de habitantes.

Mesmo sendo digital, o Bitcoin polui o meio ambiente

Se você pensava que o dinheiro físico poluía o meio ambiente e que a Era Digital solucionaria isso, talvez esteja mais enganado do que imagina!

O consumo excessivo de energia e liberação de calor provocam danos irreparáveis ao meio ambiente. Sem contar ainda com os danos indiretos desta causa: a maior produção de peças de computador e itens de tecnologia. A mineração química libera substâncias físicas ao solo e lençol freático, tornando muitas terras e regiões inférteis, aumentando ainda mais a desigualdade social.

Sem contar que além do processo ser danoso ao meio ambiente, ainda há o desperdício da maioria destes metais.

Saltando e batendo recordes diariamente

A criptomoeda está batendo recordes diariamente. Em 3 meses conseguiu ter um avanço maior de 260%, chegando a um pouco mais de  US$ 40.216 somente em um dia. Somente no ano de 2021, a criptomoeda subiu cerca de 34%. Acredita-se que o motivo disso seja porque o dinheiro não possa ser rastreado. Além disso, grandes bancos estão comprando o Bitcoin para investimentos.

E você, quanto acha que vai estar valendo amanhã ou daqui a uma semana? Será que esses recordes serão batidos por muito tempo?

5/5 - (3 votes)

Sucesso na Internet:

3 Comentários
  1. KKKKKKKKKKKK Diz

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  2. Daiane Souza Diz
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.