Bitcoin pode virar “dinheiro global”? Entenda

0

Uma das maiores promessas das criptomoedas era a de revolucionar o mundo financeiro como conhecemos hoje. Isso porque essas moedas não seriam mais controladas por governos e, em tese, também não sofreriam com a inflação. Nesse meio, o Bitcoin se destaca até hoje como a maior moeda digital do mundo.

Com isso, ela é a que tende a ser aceita mais rapidamente pelos diferentes países. Atualmente, dois países adotam o bitcoin como moeda oficial: El Salvador e República Centro-Africana. Por isso, será mesmo que a maior criptomoeda do mundo será um dinheiro global?

Como funciona o Bitcoin?

O bitcoin é uma moeda digital que, atualmente, funciona como um produto de investimentos em renda variável. Contudo, o seu principal fundamento é ser um meio de troca onde nenhum país ou banco central controla sua emissão e sua quantidade. Por isso, o fundamento dessa moeda deve sempre ser levado em conta na hora de comprá-lo.

Além disso, ele funciona com um sistema totalmente autônomo, chamado de blockchain. Na prática, as operações que envolvem a blockchain não possuem intermediários. Em países, como no Brasil, qualquer transação precisa passar pelo aval das instituições financeiras e do banco central desse país. Apesar de parecer muita coisa, isso acontece em segundos. No caso das transferências em bitcoins, o processo é ainda mais rápido, inclusive mais rápido que um Pix comum.

Contudo, um dos principais problemas do bitcoin é a sua alta volatilidade. Isso porque o preço da moeda, em relação ao dólar, sobe e desce de maneira muito brusca ainda. Essa realidade acontece porque os investidores maiores ainda não veem na criptomoeda uma forma de transação, mas sim como um investimento de alto risco.

Diante desse cenário, será que o bitcoin será a principal moeda do mundo, tomando o lugar do dólar? Analistas discutem.

Por que o preço do Bitcoin sobe e desce?
Foto: Reprodução

Criptomoeda como moeda global

Para o bitcoin ser uma moeda global, alguns empecilhos precisam sair do caminho da criptomoeda. Isso porque uma moeda possui diversas características, em qualquer país que adote essa forma de trocas. Atualmente, é inviável uma economia viver sem a existência de uma moeda.

Para valer, de fato, uma moeda precisa ter a aceitação de todos que a usam. Por isso, para que se torne uma moeda global, o bitcoin precisa ser visto como uma forma de troca confiável. Para isso, países precisam adotar a moeda em suas transações, ao mesmo tempo que conseguem proteger suas economias.

Por outro lado, uma moeda deve ser estável. Para isso, o sobe e desce do valor dela em relação a outros pares deve ser mínimo. Atualmente, isso não acontece com o bitcoin. Desde que atingiu a sua máxima, a moeda já perdeu mais de 50% de seu valor, algo que acontece apenas com moedas de países devastados economicamente.

Caso supere esses dois obstáculos, o bitcoin pode, sim, se tornar uma moeda global. Contudo, especialistas acreditam que isso acontecerá em um prazo longo. Por isso, prever isso é apenas para cenários econômicos de mais de 15 anos.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.