Belo Horizonte vive tensão entre Prefeitura e comerciantes

Comerciantes pedem a volta das atividades não essenciais. Prefeitura mostra que pandemia está piorando na capital mineira

0

A Prefeitura de Belo Horizonte e os comerciantes estão neste exato momento em um clima de total tensão. É que o comércio não essencial voltou a fechar por lá. Cada um dos lados apresenta argumentos. O impasse segue.

Nos últimos dias a Prefeitura da cidade decidiu fechar o comércio não essencial mais uma vez. Há um motivo para isso. É que os números de internações pela Covid-19 na cidade dispararam. Assim, o prefeito Alexandre Kalil diz que não há outra alternativa.

Ele disse que a medida de fechar os comércio não essencial não tem caráter punitivo. É portanto apenas uma maneira de tentar evitar a aglomeração de pessoas neste momento. Isso porque o sistema de saúde da cidade está prestes a entrar em colapso.

Do outro lado, os comerciantes estão fazendo pressão pelo retorno. De acordo com eles, o fechamento dessas atividades pode levar a uma série de prejuízos para os empregadores. E isso tende a cair nas costas do trabalhador, que deve sofrer com demissões.

Pesa também o fato de que o Auxílio Emergencial acabou. Pelo menos até agora o que se sabe é que muita gente pode ficar sem renda nenhuma se perder o emprego neste momento. Isso porque não há nenhum novo programa para novos desempregados agora em 2021.

Comércio x Prefeitura

Nas redes sociais, os trabalhadores se dividiram sobre o assunto. “É um absurdo esse fechamento. Nós só queremos trabalhar. Não tem auxílio e não nos deixam trabalhar. O objetivo é nos fazer morrer de fome?”, questionou um internauta.

“Esses empregadores não me representam. É fácil para eles pedirem o retorno das atividades. Eles vão trabalhar nos seus carrões. A gente usa ônibus e está portanto muito mais exposto ao vírus. Eu tenho mãe diabética em casa. Se eu passar pra ela eles não irão nem se importar”, disse outra.

Nessa terça-feira (12), representantes do comércio se reuniram com secretários da Prefeitura. A Prefeitura disse que vai portanto analisar as propostas.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.