Auxílio-inclusão: Benefício paga meio salário mínimo; veja quem tem direito

Benefício tem como base o salário mínimo

0

Você já ouviu falar sobre o auxílio-inclusão? Trata-se de um benefício que paga o valor de meio salário mínimo, ou seja, um repasse de R$ 606 baseado no atual valor de 2022.

A saber, esse auxílio pode ser solicitado por pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e que consigam uma recolocação no mercado de trabalho.

Vale lembrar que o auxílio-inclusão foi criado pelo governo federal em 2021 por meio do Ministério da Cidadania, e está disposto na Portaria Dirben/INSS Nº 949, de 18 de novembro de 2021.

Auxílio-inclusão: Benefício paga meio salário mínimo; veja quem tem direito
Imagem: Reprodução Internet

Auxílio-inclusão

Quem vai solicitar o auxílio precisa ser o titular do BPC concedido à pessoa com deficiência, ter inscrição atualizada no Cadastro Único e CPF regularizado.

Além disso, o solicitante se torna elegível apenas quando passar a exercer alguma atividade com remuneração de até 2 salários mínimos.

Deve também receber ou ter recebido o BPC em algum momento nos últimos 5 anos e continuar atendendo aos critérios de manutenção do Benefício de Prestação Continuada, portanto, é preciso ter laudo médico que comprove a deficiência.

Mas é preciso saber que ao ser contemplado com o auxílio-inclusão, o cidadão deixa de receber o BPC.

No entanto, de acordo com o governo, se o beneficiário perder o emprego, ele volta automaticamente a ter o Benefício de Prestação Continuada.

Como solicitar?

O auxílio-inclusão pode ser requerido nos canais de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), órgão responsável por analisar os pedidos.

Assim, o cidadão pode optar pelo site www.inss.gov.br, ou pelo aplicativo ‘Meu INSS’, que pode ser acessado pelo computador ou pelo celular (Android e IOS).

Ainda mais, cabe destacar que existem 1500 pontos de atendimento físicos do INSS espalhados pelo país que podem ser considerados.

O pedido será analisado e o resultado poderá ser acompanhado pelo aplicativo, na aba “Consultar pedidos”.

O INSS leva até 30 dias úteis para dar um posicionamento sobre a entrada do requerimento.

Veja ainda: Saque do FGTS liberado para novo grupo de trabalhadores

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.