Auxílio-gás: pagamento terminará nessa semana

0

Os beneficiários do auxílio-gás terminarão de receber os pagamentos nessa sexta-feira, 29. Essa é a data limite para que pessoas cadastradas no benefício recebam o valor de R$51,00, definido pelo governo no início do mês. Nessa semana, o pagamento entrará para quem tem NIS finalizado em 7, 8, 9 e 0 nos dias 26, 27, 28 e 29 de abril, respectivamente. Ainda, quem tem NIS de final 6 recebeu ontem, 25.

Ainda, vale lembrar que o auxílio-gás está sendo pago desde o dia 15 de abril, quando recebeu os valores quem tem NIS finalizado em 1. O pagamento ocorre a cada dois meses e é uma medida de o Governo Federal diminuir os impactos da alta do botijão de gás de cozinha no país.

Auxílio para driblar a alta dos preços

A alta do petróleo no mercado internacional e grave crise inflacionária no Brasil estão fazendo com que alguns produtos fiquem muito mais caros. O gás de cozinha é um deles. Em 12 meses, a alta do botijão já soma 23,2%, mais que o dobro do índice IPCA. Na grande maioria das capitais, o preço já ultrapassa os R$100,00. Por isso, o Governo Federal anunciou o auxílio-gás.

A ideia é custear 50% do valor do preço médio do gás de cozinha, calculado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). O pagamento acontece de dois em dois meses. Em abril, será a segunda parcela paga pelo governo. Em fevereiro, o valor do auxílio-gás foi de R$52,00. Para abril, o benefício caiu para R$51,00. Apesar disso, o valor segue sendo fundamental para quem precisa colocar as contas em dia. Isso porque a alta dos preços veio rapidamente, ao contrário do aumento dos rendimentos do cidadão brasileiro.

Por outro lado, nem todas as pessoas estão aptas a receber o benefício. Por isso, existem alguns passos para saber se você tem direito, ou não, ao auxílio-gás.

auxílio-gás
Foto: Reprodução

Quem tem direito ao auxílio-gás?

Para ter direito ao auxílio-gás é preciso atender a alguns critérios estipulados pelo Governo Federal. Como nos outros benefícios, o cidadão precisa olhar para a sua renda per capita, que é o total dos salários da família dividido pelo número de integrantes. O valor de corte é de R$606, metade do salário mínimo.

Dessa forma, famílias que têm renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional, ou seja, R$606, têm direito ao auxílio-gás. Contudo, é preciso estar cadastrado no CadÚnico, a base de dados do Governo Federal. Além disso, famílias que tenham beneficiários do Benefício de Prestação Continuada da assistência social, o BPC, também podem receber os valores. Vale lembrar que o pagamento é feito, prioritariamente, para famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob medida protetiva da justiça.

Atualmente, o programa tem duração prevista de 5 anos, com pagamentos ocorrendo a cada dois meses. Dessa forma, a atual previsão é de que o valor seja pago em 30 parcelas, que não terão o mesmo valor. Por isso, uma possível queda do botijão, o preço do auxílio-gás cairá. Por outro lado, se o botijão ficar ainda mais caro, o valor do benefício aumentará;

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.