Zona do euro tem queda de 12,1% no PIB no segundo trimestre

Esta foi a queda mais acentuada desde 1995 na zona do Euro; considerando os 27 países da União Europeia, queda foi de 11,9%

0
Queda do PIB põe zona do euro em recessão técnica

Como consequência da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus, a zona do euro registrou queda de 12,1% no Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre.

Este foi o maior recuo registrado na economia da zona do euro desde o início da série histórica, em 1995. A informação foi divulgada pela Eurostat, a agência oficial de estatísticas do bloco.

Contudo, considerando os 27 países que fazem parte da União Europeia, a queda foi de 11,9%.

Em comparação com o mesmo período de 2019, o PIB da zona do euro recuou 15%, enquanto a União Europeia caiu 14,4%. Já no primeiro trimestre, as quedas foram de 3,1% e 2,5%, respectivamente, na mesma comparação.

Recessão na zona do euro

Com o resultado, o bloco econômico entrou em recessão técnica, definida por dois trimestres seguidos de retração. Isto porque no primeiro trimestre, a economia da zona do euro teve recuo de 3,6%, e a da União Europeia caiu 3,2%.

Entre os países do bloco, a Espanha registrou a maior contração no trimestre, de 18,5%. Em seguida vem Portugal, com queda de 14,1%. A França ficou em terceiro lugar, com recuo de 13,8%, seguida da Itália, com queda de 12,4%.

Todavia, ao divulgar a informação, a Eurostat ressaltou que estas são as primeiras estimativas, baseadas em dados incompletos, que poderão ser revisados. Nesse sentido, a próxima estimativa será divulgada no dia 14 de agosto.

Fique por dentro de todas as notícias sobre Economia aqui no Brasil123.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.